Jesualdo chega ao Brasil e fala de pressãoÍcone de fechar Fechar

SANTOS

Jesualdo chega ao Brasil e fala de pressão

Treinador inicia seu trabalho no Peixe nesta quarta-feira, 8, e será apresentado


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Jesualdo Ferreira, novo técnico do Santos, desembarcou no Brasil nesta terça-feira, 7, para treinar a equipe alvinegra. Recepcionado por alguns torcedores e funcionários do clube, o treinador português respondeu a perguntas de jornalistas e comentou sobre a pressão de treinar um time no Brasil, falou sobre o jantar que teve com Jorge Jesus, técnico do Flamengo, antes de viajar, e evitou comentar sobre as especulações que ligam o atacante Ricardo Quaresma ao Santos.

"É difícil no Brasil. A densidade competitiva, a exigência em todos os clubes, toda a imprensa brasileira, os torcedores, tornam difícil, mas motivador o trabalho dos treinadores. Como fazer para em uma semana preparar um jogo? Voltei a essa situação e será uma aprendizagem", previu Jesualdo.

Na sequência, ele falou sobre os preparativos para assumir a equipe. "Tenho falado com o William (Thomas, diretor técnico do Santos). Temos falado de alguns temas de planejamento. Ainda há muitos temas soltos. Só quando nos encontrarmos sentados, podemos conversar sobre como são minhas ideias. Até o momento, sou dependente muito daquilo que são as orientações do clube, da diretoria do Santos", contou o treinador.

Sobre o encontro com o técnico do Flamengo, Jesualdo fez uma brincadeira. O encontro com Jesus foi um encontro de amigos, de recordar algumas passagens juntos no futebol português. "Jesus fez uma declaração de paixão ao futebol brasileiro. Uma forma de ver o jogo que ele tinha, e tem, e foi importante para a melhoria que o Flamengo tem. Acima de tudo, uma troca de impressões. Não falamos sobre o Santos. Falamos sobre o Gustavo (Henrique), que foi embora. Falei: 'Acabo de chegar e você já me tira um jogador'. Foi uma conversa de amigos", afirmou o novo comandante santista.

Ele evitou comentar sobre Quaresma, especulação que tem animado os torcedores do Santos. "Por que todo mundo está falando do Quaresma? Jogaram tantos comigo. Tem o Lucho (González), que está no Athletico-PR...", despistou.

Por fim, Jesualdo demonstrou otimismo no trabalho, que se iniciará oficialmente nesta quarta-feira com a reapresentação do elenco. "Estou aqui porque fui convidado e tenho muito orgulho disso. Vou fazer nosso trabalho na tentativa de que o Santos seja ainda melhor do que foi na época passada", projetou o treinador português. O Santos estreia no Campeonato Paulista no próximo dia 23 contra o Bragantino, na Vila Belmiro.

Jesualdo, de 73 anos, assinou contrato até o final de 2020 para substituir o argentino Jorge Sampaoli à frente da equipe do Santos. Será sua primeira passagem por um clube da América do Sul. O ponto mais alto de sua trajetória foi o tricampeonato português, conquistado no comando do Porto - 2006/2007, 2007/2008 e 2008/2009. Seu último trabalho foi no Al-Sadd, do Catar, clube que ele deixou no primeiro semestre de 2019.

Ao lado dos auxiliares Rui Águas, Antonio Oliveira e Daniel Gonçalves e do analista de desempenho Pedro Bouças, Jesualdo Ferreira foi recebido por alguns torcedores. Seguranças e funcionários do clube também foram ao aeroporto.

Para a temporada de 2020, além de Jesualdo, o Santos se reforçou com o lateral-direito Madson, trocado com o Grêmio por Victor Ferraz, e o atacante Raniel, em uma negociação em que o clube cedeu Vitor Bueno ao São Paulo.