Pesquisa do Diário chega a economia de R$ 328,29Ícone de fechar Fechar

ECONOMIZE

Pesquisa do Diário chega a economia de R$ 328,29

Variação total de preços em 13 supermercados chega a R$ 328,29


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A pesquisa que o Diário publica nesta sexta-feira, 31, traz o resultado da cotação de preços feita em 119 produtos de 13 supermercados de Rio Preto. A variação total, considerando o item mais caro e o mais barato, chegou a R$ 328,29. Uma prova suficiente para incentivar os consumidores a buscarem formas de economizar.

As estratégias são as mais diferentes. Há quem opte por trocar produtos de marcas mais famosas por outras mais em conta, quem faça compras em pouca quantidade, quem pesquise preços e quem opte por fazer compras em atacados ou "atacarejos" - que oferecem preços diferenciados para compras no varejo e no atacado.

A advogada Marli Yuri, que normalmente pesquisa os preços antes e sempre compra em pouca quantidade, encontrou outra forma de economizar. "Não compro mais aquelas verduras e legumes que já vêm cortados nas bandejas. O que eu compro do produto inteiro, pago menos do que comprando uma bandeja do mesmo produto cortado e que vem em menor quantidade."

O policial militar reformado Olindo Boselo busca sempre os produtos que estão em promoção e vai ao supermercado somente quando necessário. "Faço pesquisas de preço apenas em dois mercados próximos da minha casa. Para ir em outro local que esteja mais barato eu teria que ir de carro e, com isso, vou gastar combustível. Então sempre faço as contas para ver se compensa. O que você pode ganhar na mercadoria você acaba perdendo no combustível", disse.

Clique Clique aqui para ver tabela de preço de cesta básica

Clique Clique aqui para ver tabela de preço de produtos de supermercado

Ao receber o salário, muitas pessoas não têm o controle do dinheiro ou não sabem como usá-lo, o que acarreta um risco de acabar com todo o dinheiro logo no começo do mês. O trabalhador deve ficar atento e tomar muito cuidado para isso não acontecer, pois seus sonhos e planejamentos podem ir por "água abaixo" por fazer escolhas erradas na hora de pegar o seu salário mensal.

Para ajudar o trabalhador, o consultor financeiro Moisés Dias deu algumas dicas de como economizar e de manter o salário o mês inteiro. Primeiramente, a pessoa deve fazer um orçamento pessoal: ver o quanto recebe, somar suas contas mensais e depois ver o quanto sobra para gastar. "É extremamente importante que o trabalhador, ao receber seu salário, priorize suas despesas e todos seus compromissos fixos".

Além das despesas fixas, para Dias é importante que o trabalhador inclua no seu orçamento pessoal as despesas variáveis. "São aquelas que geralmente ninguém se interessa em colocar no planejamento: a compra de um lanche, sorvete, cinema, aquele passeio no meio da semana. São justamente elas que podem fazer você sair do orçamento".

Para ter um controle maior do salário, o orçamento pode ser feito por grupos. O dinheiro deve ser dividido em partes. A primeira para pagar as despesas, outra para transporte, alimentação, suas despesas pessoais e o restante para investimentos no seu futuro.

48% dos brasileiros não controlam seu orçamento

Um levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que quase metade (48%) dos consumidores brasileiros não controla o seu orçamento. A frequência com que anotam suas despesas não é a adequada. A maioria (39%) vai anotando os gastos pessoais conforme eles ocorrem.

De acordo com a pesquisa, 78% dos brasileiros até conseguem terminar o mês com todas as contas quitadas. De acordo com a pesquisa, a experiência da negativação serviu de aprendizado para parte considerável dos consumidores: 39% disseram ter passado a controlar mais os gastos após a situação e 34% refletem mais antes de realizar compras.