Acerto de contas mata um jovem e deixa outro feridoÍcone de fechar Fechar

Jardim Maria Lúcia

Acerto de contas mata um jovem e deixa outro ferido

Este é o primeiro homicídio registrado em Rio Preto no ano de 2020


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Um suposto acerto de contas entre jovens acabou em homicídio na madrugada deste sábado, 11, em Rio Preto. Breno Gustavo Alves Iuga, 18 anos, foi morto durante disparos de arma de fogo em uma lanchonete na rua Andre Jonas Cabrera, no Jardim Maria Lúcia. Um segundo rapaz, um menor de 17 anos, também foi atingido e está internado no Hospital de Base. Os autores não foram identificados.

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por volta da 1h30 e já encontrou as duas vítimas baleadas. O menor estava consciente e Breno já se encontrava inconsciente. O registro policial aponta que o resgate foi acionado e, quando chegou no local, o rapaz já estava sem sinais vitais.

Breno, de acordo com a polícia, tinha marcas de tiros pelo corpo e pancadas na cabeça. Já o adolescente foi socorrido com ferimentos de bala na virilha, no abdômen, na perna e foi levado para o Hospital de Base. Segundo nota do hospital, ele passou por cirurgia, está internado em UTI, estável.

A equipe de plantão da Polícia Civil foi até o local do crime e, segundo o registro do caso, o delegado Jonathan Marcondes Stopa e a equipe Técnico Científica apuraram que os dois rapazes tomavam um lanche no estabelecimento, quando chegou uma motocicleta com outros dois rapazes e um deles desceu de capacete e atirou nas vítimas.

Segundo relato de uma testemunha, o menor caiu no local, já Breno correu e caiu na calçada de um posto de combustíveis próximo ao estabelecimento, "momento em que o indivíduo que estava correndo atrás dele, já com Breno caído, disparou a arma mais algumas vezes e utilizando a coronha da arma deu mais algumas coronhadas na cabeça de Breno", afirma relato no BO.

Ainda de acordo com o documento, o suspeito voltou até a lanchonete e disse para a equipe que trabalhava no local que os tiros tinham relação apenas com as vítimas, uma vez que era um acerto de contas entre eles. Os peritos fizeram o trabalho de coleta de materiais e provas dos crimes. Segundo a o delegado, circuito de câmeras do posto pode ajudar a esclarecer o homicídio. O caso deve ser investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Violência

Este foi o primeiro homicídio registrado em Rio Preto em 2020. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SP), de janeiro a novembro de 2019, as delegacias de Rio Preto registraram 21 homicídios dolosos - com intenção de matar -, dois latrocínios, uma lesão corporal seguida de morte e 50 tentativas de homicídio. Os números de assassinatos não incluem os casos de mortes de suspeitos em confronto com a polícia, nem casos em que a vítima morre após permanecer internada em hospitais. Os dados de dezembro ainda não foram divulgados.