Postinhos estão sem vacina pentavalenteÍcone de fechar Fechar

RIO PRETO

Postinhos estão sem vacina pentavalente


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

As unidades básicas de saúde de Rio Preto estão desabastecidas de doses da vacina pentavalente, que protege contra cinco doenças e deve ser aplicada em bebês aos dois, quatro e seis meses de vida. De acordo com a Secretaria de Saúde, a última remessa das doses chegou em novembro de 2019.

A pentavalente é eficaz contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, meningite e infecções bacterianas que começam na garganta, mas podem se espalhar para outras partes do organismo. Sua falta tem sido recorrente, junto com BCG, que deve ser aplicada logo após o nascimento da criança e protege contra as formas graves de tuberculose.

Angélica Amanda, de 30 anos, é mãe de Kawhi Pepinelli, de 6 meses. Eles moram em Rio Preto, porém a BCG estava em falta quando o menino nasceu, por isso foi vacinado em Tanabi, cidade de onde a mãe veio. A primeira dose da pentavelente foi administrada quando o garoto tinha cinco meses, no início de dezembro.

"Ele está com duas vacinas atrasadas e eu vou cobrar de quem? Fico muito preocupada dele ficar sem a vacina. Nossas crianças ficam vulneráveis sem a proteção que precisam", desabafa Angélica, lembrando do surto de sarampo ocorrido em 2019 - o vírus encontrou "espaço" para circular porque havia uma parcela da população desprotegida.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Rio Preto informou que possui as vacinas do calendário nacional. "A previsão é que o recebimento das novas doses seja nesta semana. Assim que liberadas, a Secretaria iniciará os procedimentos logísticos para distribuí-las às unidades básicas de saúde", garantiu a pasta no texto.

Ainda conforme a nota, as unidades básicas de saúde estarão abastecidas na próxima semana, provavelmente. "Os pais e responsáveis de crianças que estão aguardando a vacina do período de dezembro serão avisados pelas unidades quando as doses estiverem disponíveis", afirmou.