Um guia inusitadoÍcone de fechar Fechar

REPÚBLICA TCHECA

Um guia inusitado

Obra provocativa de David Cerny está espalhada pela cidade de Praga


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Um roteiro por Praga através das obras do artista tcheco David Cerny pode ser um passeio alternativo, mas não necessariamente fora da região mais turística da cidade. Boa parte das instalações está próxima das atrações mais conhecidas.

Três delas, por exemplo, ficam nos arredores da Cidade Velha, no bairro Nové Mesto (Cidade Nova), o "centrão" de Praga, com importantes museus, hotéis e zonas comerciais. É numa destas, a Galeria Lucerna (Rua Stepánská 61), que está meio escondida a escultura "Kun", representando o rei Venceslau I/São Venceslau montado num cavalo morto. A cena é intrigante: o animal está pendurado pelas patas, enquanto o nobre mantém sua pose altiva, sentado sobre sua barriga. A obra é uma releitura da conhecida estátua equestre que repousa em frente ao Museu Nacional, a 300 metros dali.

Uma dica: aproveite a visita à galeria para pegar o elevador tipo paternoster (de rotação contínua e sem portas), instalado no século XIX, que leva ao charmoso terraço do prédio.

Seguindo em frente, vá até o pátio ao ar livre do Shopping Quario, na Rua Vladislavova 2. E se surpreenda com "K", um exemplo da arte cinética de Cerny. É uma cabeça metálica e espelhada de Franz Kafka, com dez metros de altura e dividida em 42 níveis, que se movem de maneira independente. As rotações acontecem em velocidades e intervalos aparentemente aleatórios, o que dá a impressão de que dificilmente veremos o mesmo rosto duas vezes.

Não muito longe dali, na esquina das ruas Husova e Betlémské nám, olhe para cima e encontre "Viselec", estátua que mostra Sigmund Freud pendurado no alto de um prédio. O realismo impressiona, tanto que, em outros lugares em que já foi exibida, como Berlim, moradores chegaram a acionar a polícia, achando se tratar de uma pessoa em perigo.

Caminhe um pouco, encarando as multidões da Ponte Carlos, e chegue ao outro lado do Rio Moldava, em Malá Strana (Cidade Baixa), elegante bairro aos pés da colina que leva ao Castelo de Praga. À direita da saída da ponte, uma área em frente ao Museu Kafka exibe outra arte cinética de Cerny. "Piss" mostra dois homens nus urinando num espelho d'água no formato do mapa da República Tcheca. Eles também se movimentam, escrevendo no chão frases que visitantes podem enviar através de mensagens de texto, por um número de telefone indicado na placa da obra. Há quem diga que funciona.

Seguindo o rio, chegamos ao Parque Kampa, tranquila área verde onde está o Museu Kampa, instituição privada dedicada à arte contemporânea, que exibe em seus jardins abertos ao público obras como os pinguins amarelos da capa desta edição. Mas nenhuma faz tanto sucesso entre os (relativamente poucos) turistas quanto a instalação "Miminka", três bebês gigantes de bronze, com códigos de barra no lugar dos rostos, de autoria de Cerny.

As esculturas são "gêmeas" de outros dez bebês, que "escalam" a Torre de TV de Zizkov, em outra parte da cidade (aonde se chega com a linha A do metrô, na estação Jirího z Podebrad). Nesta instalação, também batizada "Miminka" (que significa bebê, em tcheco), as figuras são feitas de fibra de vidro.

Ainda em Malá Strana, há outras duas obras importantes de Cerny. Em "Quo vadis", o artista colocou pernas nos lugares das rodas de um Trabant, icônico carro popular da Alemanha Oriental. A ideia era lembrar os alemães que cruzaram a fronteira buscando asilo antes da queda do Muro de Berlim. A obra hoje se encontra nos jardins da embaixada alemã (Vlasská 19), que só abre ao público em ocasiões especiais. Mas é possível avistá-la de longe a partir do Parque Petrín, no final da rua.

A outra é "Brown nosers", que fica na galeria Futura (Rua Holeckova 789/49). A instalação consiste em dois grandes corpos humanos dobrados em 90°. Não vemos as cabeças, que estariam enterradas nas paredes, mas uma escada leva o visitante até o ânus, onde, por um buraco, se vê um vídeo de dois políticos se alimentando.

Se ainda houver disposição para mais David Cerny, peque um bonde até a estação Lihovar, no distrito de Praga 5. Lá fica o MeetFactory, um centro cultural fundado pelo artista, com programação voltada para shows, peças de teatro e exposições, sempre experimentais.