Minimize o estresseÍcone de fechar Fechar

Saúde

Minimize o estresse

Fim do ano é tempo de confraternização, mas também de excessos


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Lojas, shoppings e supermercados lotados, ruas invadidas por uma multidão de pessoas apressadas, trânsito congestionado, convites para confraternizações e ceias com muita fartura. Essa é a época do ano com mais excessos. A sobrecarga de atividades tão comum no período cobra um preço alto e traz sérias consequências para a saúde, um velho conhecido do período, o estresse.

Um estudo feito pela International Stress Management Association do Brasil (ISLA-BR) comprovou que o estresse pode aumentar até 75% no mês de dezembro.

O quadro é ainda pior para as mulheres. E não é para menos. Além das compras de presentes e as festas, para as mulheres que trabalham, dividir as metas do final do ano da empresa com as férias escolares dos filhos deixa qualquer uma de cabelos em pé. Levantamento feito pelo Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo, indica que para cada homem diagnosticado, duas delas têm o problema.

O fenômeno nos Estados Unidos é chamado de "holiday heart syndrome" ou síndrome de fim de ano. As expectativas frustradas sobre presentes, festas ou viagens podem levar ao surgimento do problema, assim como gastos muito além do planejado ou mesmo a "obrigação" de estar bem, consequência das mensagens de felicidade que recebemos nesse período. Toda essa agitação resulta em um aumento da adrenalina no organismo, causando ansiedade, estresse e até mesmo depressão.

"As pequenas tensões que sofremos, além de agirem na mente, atuam também no corpo, ocasionando problemas físicos como dores, má-postura e desconfortos diversos. Ainda há os problemas causados pelo excesso de funções de estruturas fisiológicas ligadas ao estresse como o sistema nervoso autônomo e o eixo hipotalâmico-hipofisário-adrenal (HPA), que controla a produção de hormônios como o cortisol", explica a fisioterapeuta Juliana Denardi Strapasson, especialista em integratividade.

Em situações normais, o cortisol funciona como a arma do corpo. É ele quem auxilia o organismo a combater infecções e inflamações. Segundo cientistas, entretanto, períodos prolongados de estresse fazem com que as glândulas liberem grandes quantidades desse hormônio. E sem uma regulação adequada dele, a duração e/ou a intensidade das respostas imunológicas aumentam, deixando o sistema imunológico mais fraco, o corpo mais inflamado e oxidado. Assim, o organismo se torna alvo fácil para vários tipos de doenças.

Outro problema possível é a fadiga da adrenal. "A pessoa começa a ter mais fadiga, cansaço, dificuldade de levantar cedo, sentimentos nebulosos e depressivos e mal-estar", diz Juliana.

Gerencie seu tempo

As exigências, compromissos e responsabilidades de todos aumentaram, mas, independentemente disso, o tempo continua igual para todos: o dia continua com 24 horas e há como mudar isso. "Faça uma lista de prioridades. Por mais que existam milhões de coisas que você quer ou precisa fazer, organize as mais urgentes e faça uma lista. Determinando mais ou menos o tempo que utilizará para realizar cada tarefa e, conforme o que foi realizado, risque o item da lista", explica Madalena Feliciano, diretora de projetos da empresa Outliers Careers. O ideal nesses casos é colocar as coisas mais difíceis no topo da lista, assim, no fim do dia, quando estiver mais cansado, serão feitas as tarefas mais fáceis. Outra dica importante é evitar as distrações, elas são grandes vilãs na administração do tempo.

Respeite seus limites e relaxe

É importante conhecer os próprios limites para mudar a percepção sobre as pressões. "Valorizar os momentos de lazer também é fundamental. Leia um livro, reveja fotos antigas, contemple uma paisagem, ouça música, brinque com seu bichinho de estimação", recomenda a escritora e especialista em comportamento humano Branca Barão. Ou seja, relaxe. Tente fazer desses momentos de abstração um hábito diário mesmo nesta época do ano. Quanto menos você focar no que ainda não aconteceu, maiores são as chances de sua vida melhorar. Foque no agora, a vida é o que nos acontece a cada momento.