Muito além da féÍcone de fechar Fechar

Espiritualidade

Muito além da fé

Estudo mostra que acreditar em Deus reduz chances de estresse e ansiedade


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Acreditar e ter fé em Deus parece que age mais do que como uma força invisível que puxa na direção do objetivo, mesmo quando aquilo que acreditamos esteja em desacordo com a realidade em que nos encontramos. Admitir a existência pode ajudar a acabar com a ansiedade, reduzir o estresse e enfrentar melhor os contratempos. Pelo menos é o que mostra um estudo da Universidade de Toronto, no Canadá.

O estudo conduzido pelos professores de psicologia Michael Inzlicht e Alexa Tullett foi publicado na revista "Psychological Science", envolveu a comparação das reações cerebrais em pessoas de diferentes religiões: cristãos, muçulmanos, hinduístas ou budistas. Os pesquisadores constataram que quanto mais fé os voluntários tinham, mais tranquilos eles se mostravam diante das tarefas, mesmo quando cometiam erros. Segundo eles, os participantes que obtiveram melhor resultado nos testes não eram fundamentalistas, mas acreditavam que "Deus deu sentido a suas vidas".

Quando comparados com os ateus, eles mostraram menos atividade no chamado córtex cingulado anterior, a área do cérebro que ajuda a modificar o comportamento ao sinalizar quando são necessários mais atenção e controle, geralmente como resultado de algum acontecimento que produz ansiedade, como cometer um erro. "Esta parte do cérebro é como um alarme que toca quando uma pessoa comete um erro ou se sente insegura", afirma Michael Inzlicht, coordenador da pesquisa.

"Os voluntários religiosos ou que simplesmente acreditavam em Deus mostraram muito menos atividade nesta região. Eles são muito menos ansiosos e se sentem menos estressados quando cometem um erro", explica a coautora do estudo Alexa Tulletteram.

No livro "O Fim da Ansiedade" (ed. Thomas Nelson Brasil), o norte-americano Max Lucado propõe exatamente que as pessoas se apoiem em Deus para lidar com a ansiedade e as calamidades da vida. Sob sua orientação, é possível enxergar más notícias com novas lentes e se recuperar dos momentos de crise. Afinal, como lembra o autor, "a presença da ansiedade é inevitável, mas ser prisioneiro dela é opcional".

Outras crenças

Grupos ateus argumentaram que o estudo não prova que Deus existe, apenas mostra que ter uma crença é benéfico. Inzlicht sugere que o efeito pode ter mais a ver com o fato de você acreditar do que aquilo em que acredita. "Eu não acho que isso tenha a ver com religião. Tem a ver com crenças que estruturam, organizam e navegam no seu mundo. Dando instruções sobre o que fazer, quando e como fazê-lo", explica. Segundo ele, outros sistemas de crenças podem desempenhar pelo menos algumas das mesmas funções: ideologia política, por exemplo, ou estrita adesão aos princípios da ciência. "Tudo isso pode proporcionar um alívio em potencial quando as coisas dão errado", aconselha Inzlicht.