Sarau poético defende a importância do afetoÍcone de fechar Fechar

POESIA AFETIVA

Sarau poético defende a importância do afeto

POESIA - Segunda edição do evento Sarau Versos Que Te Fiz convida as pessoas a subirem ao palco e compartilharem a afetividade


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A poesia sempre desempenhou um papel significativo na história da humanidade, tendo sua lírica sido utilizada por diversos artistas anônimos e consagrados como importante ferramenta na denúncia e combate a desigualdades sociais. Mas, além dessa capacidade de retratar duras realidades enraizadas na sociedade, a poesia também é capaz de provocar sentimentos e sensações que descascam as camadas de ódio e penetram nos corações das pessoas, a fim de cavar sentimentos puros, como o da afetividade.

Para demonstrar que a afetividade também pode ter espaço dentro do universo poético, Rio Preto recebe a segunda edição do "Sarau Versos Que Te Fiz", que será realizado neste domingo, 8, a partir das 17h, no Cursinho Alternativo. A entrada é gratuita e terá palco aberto para declamação de poemas mediante inscrição.

O evento foi idealizado e organizado pela poeta rio-pretense Mayara Ísis, que faz poesia há mais de 20 anos. Ela conta que a ideia do sarau nasceu da intenção de demonstrar que o afeto também possui importante papel na nossa sociedade.

Integrante do coletivo Pretas Palavras, Mayara explica que as pessoas esperam por poesias engajadas com problemas sociais, como questões ligadas ao racismo, à violência contra a mulher, entre outras temáticas urgentes. Esse engajamento fez com que ela percebesse que as pessoas estão deixando de lado temas que abordam a questão de amor e afeto.

"Percebo que as pessoas perderam a noção de afetividade. Falar disso não necessariamente anula essas outras temáticas urgentes, já que o afeto faz parte da guerra. Essa ideia de que o afeto está de um lado e a luta está de outro é uma visão mais ocidental e sem ele você não luta", explica.

"Minha ideia com o sarau é a de resgatar isso. Pensando nesse cenário poético, mas também nas relações de modo geral. Essa é minha forma de dizer que, como mulher e negra, o afeto é revolucionário e é nosso direito também. Às vezes ficamos estereotipados e as pessoas nos cobram só a luta, se esquecem que tem um ser humano ali que precisa e tem direito de expressar afeto".

Esses sentimentos de cuidado, amizade e carinho podem ser apresentados de diversas formas, seja nas relações familiares ou mesmo românticas. O sarau será dividido em dois blocos com declamações de poesias que seguem a temática. No intervalo das declamações, artistas convidados apresentarão performances de música e dança, uma forma de demonstrar que poesia não necessariamente é feita a partir de palavras em um papel. O sarau também vai contar com um correio elegante, batizado como "dengo", em que as pessoas poderão enviar recados com mensagens de carinho.

"Uma das ideias do sarau é a de levar a poesia para além do poema. Assim como foi na edição passada, nesta edição teremos uma cantora interpretando samba. Não são coisas diferentes, são só meios diferentes, pois o samba tem poesia e a dança também é poética", acrescenta Mayara.

Os participantes que não se sentirem à vontade de subir ao palco poderão expor suas criações em um mural, que ficará exposto durante o evento. Mas, em diferentes momentos, o palco dará espaço para o "Momento Desafeto", em que poetas recebem a licença de subirem ao palco e declamarem suas poesias que fogem da temática do encontro.

Serviço

  • Sarau: Versos Que Te Fiz. Domingo, dia 8, a partir das 17h. Cursinho Alternativo. Av. Nossa Senhora da Paz, 1032 - Jardim Alto Alegre. Entrada gratuita

Afeto é minha valentia

minha bandeira hasteada

e rebeldia

investida

contra ataque

à agonia

 

 

fruto parido

ferida estancada

sorriso bom de beirada

fôlego na guerra

do amor que irradia

 

 

por isso vos digo

afeto é minha valentia

direito

manifesto

do meu ventre melodia

 

 

de princípio bantu

doçura enraizada

minha história bordada

dengo minha palavra

meu enlace e alegria

 

 

por isso vos digo

 

 

afeto é minha valentia

minha bandeira hasteada

e rebeldia

Mayara Ísis