Um cochilo rápidoÍcone de fechar Fechar

Saúde

Um cochilo rápido

Alguns minutos de sono melhoram seu humor e fazem bem ao coração e ao cérebro


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Se você sente aquele sono logo após o almoço ou ao longo dia e tem medo de tirar um cochilo e atrapalhar seu descanso noturno, pode ficar sossegado. A própria ciência tem mostrado que, além de melhorar seu humor e repor as energias perdidas, um soninho rápido faz muito bem para a sua saúde.

Uma nova pesquisa feita pelo hospital universitário de Lausanne, na Suíça. Uma equipe liderada pelo epidemiologista Nadine Häusler monitorou durante cinco anos os hábitos de sono de 3.400 voluntários com idades entre 35 e 75 anos. A conclusão é que tirar um cochilo uma ou duas vezes por semana reduz em até 48% o risco de acidentes cardiovasculares como infarto e AVC. “Se você dorme pouco ou mal a noite, cochilos ocasionais são uma forma de compensação do nível de estresse”, escreveu na conclusão do estudo publicado na revista científicas Heart.

E não é só o coração que é beneficiado. Alguns minutos de sono ao longo do dia faz bem para o cérebro dos idosos. Um estudo feito pela Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, mostra que idosos que cochilavam 30 minutos por dia até por volta das 16 horas, tiveram mais facilidade para memorizar sequências de palavras, resolver equações matemáticas e responder perguntas básicas. Participaram da pesquisa cerca de 2,9 mil chineses.

“Se precisar de um cochilo durante o dia, que seja por uns 20 minutos e nunca até tarde da noite. Procure acordar durante a luz do sol, os ritmos circadianos vão te agradecer”, diz o otorrinolaringologista Salomão Carui.

Quanto tempo?

Existe uma média de sono por faixa etária que foram descritas através de estudos. “Recém-nascidos necessitam de 20 horas de sono e estas horas vão diminuindo com o passar dos anos até chegar na média do adulto de 7,5 a oito horas de sono. Crianças entre 1 e 3 anos dormem em torno de dez horas com dois cochilos diurnos (um na manhã outro na tarde)”, explica a pediatra Lucila Bizari Fernandes do Prado, presidente do Departamento Científico de Sono da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Crianças entre três e cinco anos dormem em torno de nove horas (com um cochilo à tarde). Crianças entre cinco e 12 anos dormem em torno de oito horas (semelhante ao adulto). “Os adolescentes voltam a necessitar de 12 a 14 horas de sono, para voltarem a dormir as oito horas do adulto”, diz ainda.