Brigadistas são presos suspeitos de incêndiosÍcone de fechar Fechar

Alter do chão

Brigadistas são presos suspeitos de incêndios


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Policiais civis do Pará detiveram nesta terça-feira, 26, em caráter preventivo, quatro pessoas suspeitas de atear fogo em parte da vegetação da Área de Proteção Ambiental (APA) Alter do Chão, em setembro.

Com cerca de 16.180 hectares (um hectare corresponde às medidas, aproximadamente, de um campo de futebol oficial), a unidade de conservação de uso sustentável fica em Santarém (PA), em uma região de forte apelo turístico devido às belezas naturais.

Os quatro suspeitos detidos integram a Brigada de Incêndio de Alter do Chão, organização não governamental (ONG) que atua no combate a queimadas na APA.

Uma das hipóteses sob investigação é que os suspeitos causavam os incêndios para, depois, serem convocados para apagar as chamas e receber algo em troca.

A reportagem ligou para os telefones indicados no site do grupo, mas não foi atendida. Em uma página nas redes sociais, a ONG afirma que trabalha voluntariamente.