Diário da Região

    • São José do Rio Preto

      21/11/2019

    • máx 29 min 19
20/11/2019 - 17h27min

TRAGÉDIA EM BRUMADINHO

No 300º dia de buscas, bombeiros encontram mais um corpo em Brumadinho

O Corpo de Bombeiros informou que, pelo estado de decomposição do corpo, não é possível por enquanto determinar o sexto ou a provável idade da vítima localizada

Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais A tragédia na barragem da mina do Córrego do Feijão ocorreu no dia 25 de janeiro e deixou até o momento 254 mortos e 16 desaparecidos
A tragédia na barragem da mina do Córrego do Feijão ocorreu no dia 25 de janeiro e deixou até o momento 254 mortos e 16 desaparecidos

No dia em que as buscas completam 300 dias, os bombeiros de Minas Gerais encontraram na manhã desta quarta-feira, 20, o corpo de uma vítima do rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte.

O Corpo de Bombeiros informou que, pelo estado de decomposição do corpo, não é possível por enquanto determinar o sexto ou a provável idade da vítima localizada.

"Como o corpo que foi localizado está praticamente completo, é provável que o número de desaparecidos, que atualmente está em 16, possa ser reduzido após a identificação da vítima pelas equipes da Polícia Civil", afirmou o Corpo de Bombeiros.

A tragédia na barragem da mina do Córrego do Feijão ocorreu no dia 25 de janeiro e deixou até o momento 254 mortos e 16 desaparecidos.

O corpo encontrado nesta quarta foi localizado na área de busca denominada BH1 (Barreira Hidráulica), a cinco quilômetros de distância da barragem que se rompeu. Atualmente, 101 bombeiros trabalham no resgate, com o auxílio de dois cães, um drone e 176 maquinários.

No dia 5, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara sobre o desastre em Brumadinho aprovou relatório com pedido de indiciamento da Vale e da empresa alemã Tüv Süd por crime socioambiental e corrupção empresarial.

O texto do deputado Rogério Correia (PT-MG) pede também o indiciamento por homicídio doloso e lesão corporal dolosa de 22 diretores da Vale, engenheiros e terceirizados, entre eles o ex-presidente da mineradora, Fabio Schvartsman.

A CPI fez ainda a denúncia de que há outras 20 barragens com risco de rompimento, todas em Minas.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.