Cartas do LeitorÍcone de fechar Fechar

Cartas do Leitor

Cartas do Leitor


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Bolsonaro x Rumo

Esta semana consegui entrar em contato com assessoria do presidente Bolsonaro, me passaram o e-mail da presidência e enviei uma mensagem pedindo a interferência dele no caso da barulhenta e rudimentar Rumo.

Falei mais ou menos assim: Exmo. Sr Presidente. Não sei se sou robô, Bolsonarista, Pelopeiro do 4º B.I.B. de Quitauna, 38, ou tudo isso por um novo Brasil junto com o senhor; Por acreditar que no futuro um fato poderá prejudicar a imagem do seu governo, venho apresentar essa situação que precisa ser corrigida urgentemente.

Estamos atrasados muitos anos com relação a ferrovias, mas o que a empresa Rumo logística vem fazendo e deixando de fazer o senhor não tem conhecimento, prejudicando toda população que mora as margens das vias férreas, pondo em risco as vidas por onde passam suas locomotivas barulhentas.

A falta de cancelas eletrônicas em toda extensão é o principal motivo dos buzinaços dia, noite e madrugadas a dentro. Mesmo contrariando normas da ABNT que disciplinam o direito ao sossego e a segurança. Ao invés de modernizar as tecnologias de segurança aumentaram a potencia da buzina das locomotivas.

Tivemos três descarrilamentos aqui nos últimos anos (2 em Bálsamo que gerou dois cemitérios de vagões sinistrados e 1 em S.J.Rio Preto com várias mortes). Não há plano de emergência, caso fosse combustível teriam sido tragédias imensuráveis (essa bomba relógio precisa ser desarmada, são campeões mundiais de descarrilamento), mês passado vários vagões descarrilaram na região de Curitiba - PR.

Sou da opinião que não pode ser renovada a concessão da Rumo, uma empresa que promete modernização e vive na idade da pedra, tão rudimentar que seu único dispositivo de segurança é sonoro. Aqui estão usando o argumento de desviar os trilhos do perímetro urbano de S.J.Rio Preto caso seja renovada a concessão.

Opa, sr presidente! E os outros mil e tantos quilômetros do estado paulista, vão continuar fora dos planos da concessionária? Fica a pergunta que a empresa nunca responde: com tanto recurso que dizem ter para investir, não tem uma "verbinha" para instalar uma cancela eletrônica aqui em Bálsamo e em nossa região? Na verdade, carregam os lucros e levam nossa qualidade de vida, sonhos e sono embora em seus remotos e fósseis vagões.

Audinei Lopes Bonfanti, Bálsamo.

Racismo

O racismo no Brasil é estrutural e desiguala impiedosamente. Ele é uma combinação odiosa das teorias supremacistas do darwinismo social com o modelo escravocrata aqui instalado durante trezentos anos. Vem, também, da matriz sócio-econômica instaurada com a escravidão entre nós, pois, ao contrário da imposição do jugo ao vencido, milenar na Historia e mancha moral maior da Humanidade, constituiu-se em macabro, genocida e rentável negócio.

Território continental, mão de obra escrava, aprovação do Estado e apetite capitalista geraram o modelo oligarco-agrário-exportador da cana de açúcar, do ciclo do ouro e, nos estertores da nossa monarquia, do ciclo do café.

A Lei Áurea não conseguiu refutar o preconceito de que o negro, mesmo livre, deveria ficar à borda da sociedade. Libertos, os escravos de antes, então sem habilitação funcional que não as das jornadas nos eitos, sem o saber ler dos imigrantes, ainda mais párias, foram relegados às fronteiras além da dignidade mínima.

Apátridas na Pátria na qual gerariam sua descendência que, somente agora, nos limiares de um século no qual o Brasil ainda busca aportar, usufrui de políticas afirmativas para afrontar a marginalização secular herdada de seus maiores. É preciso, mesmo, dizer não ao racismo.

Hélio Silva, Rio Preto.

Arrecadando

Permitam-me tecer um leve comentário à entrevista de Cristiano Zanin Martins "O doutor anti-Moro" (Veja, 27/11), o advogado do Lula que acusa o ex juiz de perseguição. A intenção manifesta é angariar fundos, via vaquinha virtual, para receber os honorários do seu cliente. Coitado do nosso ex-presidente. Ele, de origem humilde, sem profissão definida e sem ter lido um livro sequer, apenas por palestras ministradas, ganhou milhões, agora bloqueados pela Justiça.

Como os advogados conseguem mentir tão despudoradamente! A suspeição de Sergio Moro não faz sentido. Por que o ex-juiz incriminaria Lula se não estivesse convencido por provas irrefutáveis de seu envolvimento na rede de corrupção evidenciada pela Operação Lava Jato? Que diferença entre nosso Lula e Pepe Mujica, que terminou a Presidência com o mesmo fusquinha do início do mandato. Não é sem motivo que o Uruguai é o País mas democrático e desenvolvido da América Latina!

Salvatore D'Onofrio, Rio Preto.

Amor

Quem chegou a amar sem pedir nada em troca? O amor que se tem é o que se encanta. Um dia todos se amarão, não mais contentas vis. O amor que se busca às vezes tem que se doar, para ele encontrar. Amor de verdade, tem o jeito de uma mãe a amamentar, e o filho (a) depois de adultos não rejeita o pais porque seus passos são curtos e devagar.

Quem ama sabe esperar, nessa vida, ou até mesmo em outras vidas, sem que os olhos percam o encanto de sempre buscar. O amor é virtude mais preciosa, quem tem se torna um anjo e não cansa de amparar. Diz a sabedoria humana, quer ser amado ame, mesmo a chorar, porque o amor vence se a ele não postergar.

O amor está no ar respire-o, sua saúde e tudo mais vai melhorar. Jesus amou tanto que se doou por completo, para a raça humana salvar.

Clevis Gimenes Toscano, Rio Preto.

Articulista

Um dos grandes prazeres que tenho ao ler o Diário é poder aproveitar as instigantes e deliciosas reflexões do professor Eurípides A. Silva. Com graça, ironia, provocação e também erudição ele nos põe a pensar, questionar e quem sabe, sair das molduras do pensamento comum. Parabéns, professor! Volte sempre!

José Manoel de Aguiar Barros, Rio Preto.