Rio Preto In Pop'sÍcone de fechar Fechar

Rio Preto em Foco

Rio Preto In Pop's

Jornais, revistas e produtoras fizeram da década de 1960 uma das mais importantes do jornalismo em Rio Preto


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A década de 1960 em Rio Preto, em matéria de jornalismo e entretenimento, foi uma das mais importantes de toda nossa história. A "Cometa Filmes" produzia documentários não só em Rio Preto, mas por toda região, quase que semanalmente. Um novo cinejornal surgia em 1966: a "Jotacê Filmes", de Jaime Colagiovanni e Amaury Júnior. Cinco jornais circulavam diariamente na cidade: "A Notícia", "Diário da Região", "Correio da Araraquarense", "Folha de Rio Preto" e "Diário da Tarde".

A revista "Rio Preto em Revista", que fez um grande sucesso no final da década de 1950, infelizmente parou suas atividades em 1964, mas outras revistas surgiram. Uma delas foi a "Pop's", que teve sua primeira edição em dezembro de 1967. O 'Rio Preto em Foco' tem as revistas números 1 e 2 e vai mostrá-las em duas partes. A revista tinha como diretores os jornalistas Amaury Jr. e Cesar Muanis e era anexa ao jornal Diário da Região.

O nome foi uma referência ao novo ponto de encontro da sociedade: "Pop's, Bar e Restaurante", que funcionava na rua Marechal Deodoro, nº 2935, e era uma realização do próprio Amaury Jr. e de Luiz Carlos Spinola. O empreendimento já saiu na primeira edição da revista falando de suas novidades: drinks, shows, minidesfiles, luz preta e "Modern System Slaid", um luxo pra época. "Um recanto para atender à exigente sociedade de Rio Preto. Pop's, onde todos vão se encontrar", foi o texto da capa da revista nº 1, escrito por Amaury. O pecuarista Tarley Rossi Vilela e sua esposa Zita Vilela estamparam a capa, que dava destaque para a VIII Exposição de Animais, no Recinto de Exposições, com a presença do então governador Abreu Sodré.

O fotógrafo Karfan produziu belíssimas fotos nas primeiras páginas sobre a visita do governador e Nestor Brandão se encarregou dos cliques pelos giros noturnos. A revista trazia ainda crônica, com o jornalista Roberto do Valle; coluna social, com o jornalista Waldner Lui; uma entrevista de duas páginas com o nosso eterno "playboy" Milton Homsi; a cobertura de quatro páginas do casamento da filha do deputado Maurício Goulart, Ligia Goulart e Roberto Nioac; o Baile da Primavera do Clube Monte Líbano, comandado por Antônio Aguillar, com a presença dos "The Clevers"; três páginas sobre o paraquedismo local; matéria ampla sobre o Cine São José e a avant-premier do filme "Doutor Jivago" e o inesquecível show "Luxy-Nyl", no ginásio do Palestra, sob o comando do radialista Messias Mattos, que reuniu os cantores Ronnie Von, Teddy Lee, Agnaldo Rayol, José Ricardo, Os Buxos e o tupiniquim The Five Kings.

A Jovem Guarda estava no topo das paradas de sucesso. Mas o show do baile de encerramento da exposição, que sempre acontecia no Automóvel Clube, foi de Wilson Simonal e para o nosso deleite a Cometa Filmes estava lá e registrou o evento. "Mamãe passou açúcar em mim..."