Pai e filho correm Maratona do PortoÍcone de fechar Fechar

DESAFIO NA 'TERRINHA'

Pai e filho correm Maratona do Porto


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A família é viciada em corrida de rua. Neste domingo, 3, Paulo Togni, 56 anos, e Paulo Togni Filho, 32, encaram o desafio de fazer a Maratona do Porto, em Portugal, a partir das 11 horas (de Brasília). Serão 42.195 metros de prova em solo português. "A preparação é dolorosa, mas vale a pena, a chegada é gratificante e emocionante, dá uma leveza. Sem correr a gente sente, a cabeça não fica bem", diz Paulo pai, que é médico e desde o início dos anos 2000 ingressou no mundo das corridas.

Foram várias meias maratonas e incontáveis provas mais curtas. Maratona, porém, será a segunda, fez a de Berlim, na Alemanha, no ano de 2017. "sempre gostei muito e isso incentivou minha família toda. Somos em cinco e todos correm", diz o pai, se referindo ainda as filhas Gabriela, Camila e a esposa Cláudia.

Paulo Filho tem mais experiência quando o assunto é maratona. Fez a prova de Berlim com o pai e ano passado correu a de Chicago, nos Estados Unidos, e a de Paris, na França. "O esporte me deixa mais tranquilo no dia-dia, ajuda muito no foco. Quanto a tempo, sempre coloco sub quatro horas, nada espetacular, mas é um tempo legal", disse Paulo Filho. "O que mais incomoda são os treinos, são 30 quilômetros em três, quatro fins de semana seguidos, toma todo seu tempo, pois é preciso se policiar, fazer tudo correto, alimentação dormir cedo."

Apesar de preparado, o pai prevê dificuldades. O clima é excelente, média de 18 graus, mas a altimetria é ruim, não é uma prova fácil como a de Berlim, onde fiz em menos que cinco horas", disse Paulo.