Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx min
28/11/2019 - 00h30min

VALE VAGA EM TÓQUIO

Brasil conhece rivais do Pré-Olímpico

CBB Divulgação José Neto e Aleksandar Petrovic comandam times do Brasil
José Neto e Aleksandar Petrovic comandam times do Brasil

Aliviado após o sorteio que definiu os adversários do Brasil no Pré-Olímpico de basquete masculino, o técnico Aleksandar Petrovic alertou que a Seleção Brasileira terá que ter muita atenção mesmo diante de adversários mais fracos. Marcado para junho do próximo ano, o torneio dará apenas uma vaga em cada um dos quatro grupos.

O Brasil irá disputar sua sorte na Croácia. Na cidade de Split, a seleção ficou no Grupo B e terá, além dos donos da casa, a Tunísia como adversária na primeira fase. Os dois melhores farão semifinais diante dos dois classificados da chave A, que terá Alemanha, Rússia e México. Quem finalmente vencer a final depois disso estará garantido nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

Dos adversários, o único que realmente mete medo é a Croácia, principalmente por jogar em casa. "Uma coisa boa é que eu a conheço a profundamente, seus problemas e virtudes", disse Petrovic, que é croata. "Mas importante não é só ganhar da Croácia no começo. É importante ganhar da Tunísia, porque aí estaremos na semifinal. Depois, poderemos cruzar novamente com a Croácia (na final). Não preciso mostrar todas as cartas para a Croácia no primeiro jogo", disse Petrovic.

O técnico nunca escondeu que seu maior temor seria cair no torneio sediado pela Sérvia, e vibrou quando, durante o sorteio, o Brasil ficou de fora do cruzamento com eles.

O Pré-Olímpico será disputado em junho, e o treinador fará a convocação da equipe em maio. Aleksandar Petrovic já antecipou que convocará apenas os 12 atletas que irão para a competição, além de deixar outros três em stand-by.

Antes do Pré-Olímpico, o Brasil fará dois jogos oficiais com o Uruguai, em fevereiro, válidos como qualificatórios para a Copa América.

Feminina na França

Na seleção feminina, o técnico José Neto demonstrou confiança na busca por uma vaga nos Jogos de Tóquio. O Brasil disputará o qualificatório em fevereiro, na França, diante de Porto Rico e Austrália, além dos donos da casa.

Teoricamente, o Brasil vai para a disputa buscando "apenas" uma vitória diante das porto-riquenhas, tidas como adversárias mais fáceis - a seleção enfrentou a equipe duas vezes este ano e venceu ambas. Pelo regulamento do torneio, as três melhores equipes dentre as quatro que compõem o grupo estarão na Olimpíada. "Temos que jogar não um tudo ou nada contra Porto Rico, temos que jogar para ganhar cada partida", afirmou, lembrando que caso haja uma surpresa e a seleção porto-riquenha vença França ou Austrália, o grupo ficará indefinido. "Eu sempre vou preparar minha equipe para vencer, independente do adversário."

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos tr�s primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.