COI defende Wada e pede punição à RússiaÍcone de fechar Fechar
    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Um dia após a Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) recomendar novas punições à Rússia, o Comitê Olímpico Internacional (COI) defendeu as sugestões da entidade e pediu sanções pesadas às autoridades russas, acusadas de manipular dados sobre o uso de substâncias proibidas por diversos atletas nos últimos anos.

"O COI condena nos termos mais fortes as ações dos responsáveis pela manipulação dos dados do laboratório de Moscou antes de serem transferidos para a Agência Mundial Antidoping em janeiro de 2019. Essa manipulação flagrante é um ataque à credibilidade do próprio esporte e é um insulto ao movimento esportivo em todo o mundo. O COI vai apoiar as sanções mais pesadas contra todos os responsáveis por esta manipulação", anunciou o COI.

A manipulação aconteceu, segundo a Wada, no início do ano, quando autoridades russas entregaram dados relativos às amostras de testes antidoping realizados pelo laboratório de Moscou. Nos últimos meses surgiram evidências de que parte destes dados foram alterados ou apagados pelos russos. Além disso, há suspeitas de que esforço para plantar informações falsas com o objetivo de implicar negativamente Grigory Rodchenkov, ex-diretor do laboratório e principal delator do esquema russo de doping.