Colón e Del Valle duelam por título Ícone de fechar Fechar

SUL-AMERICANA

Colón e Del Valle duelam por título


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Surpreendentes algozes de Atlético-MG e Corinthians nas semifinais da Copa Sul-Americana, Colón, da Argentina, e Independiente del Valle, do Equador, se enfrentam neste sábado, às 17h30 (de Brasília), em Assunção, no Paraguai, na decisão da competição continental. Será um jogo histórico para os dois clubes, que lutarão para conquistar o primeiro título internacional de suas trajetórias.

Fundado há 114 anos, o modesto time da cidade de Santa Fe tem como seu maior feito fora da Argentina a quebra de uma invencibilidade de 43 jogos do lendário Santos de Pelé, em 1964. Já em âmbito nacional, o seu resultado mais expressivo em uma competição foi o vice-campeonato argentino em 1997.

Ao projetar a final deste sábado, o técnico do Colón, Pablo Lavallén, que a partir deste ano substituiu Julio Comesaña no cargo, prometeu: "O Independiente del Valle é um bom time, mas nós deixaremos a vida no campo para tentar ganhar nossa primeira copa internacional".

Já o clube do Equador, que é baseado na pequena cidade de Sangolquí, localizada a cerca de 15 quilômetros da capital Quito, terá a sua segunda grande oportunidade de conquistar um título continental. Em 2016, a equipe que joga em um estádio com capacidade para apenas 7.300 torcedores surpreendeu ao eliminar os gigantes argentinos River Plate e Boca Juniors e avançar à final da Copa Libertadores. Porém, acabou sendo superado pelo Atlético Nacional, da Colômbia, na decisão.

Em solo nacional, o melhor resultado obtido pelo Del Valle foi a conquista do vice-campeonato equatoriano em 2013. Agora, na luta pelo título da Sul-Americana, tenta triunfar sob o comando do treinador espanhol Miguel Ángel Ramírez, contratado em maio passado depois de uma passagem pelo futebol do Catar. Com apenas 35 anos, ele não foi jogador profissional, mas tem no currículo um doutorado em ciências da atividade física.