Verdão vence e mantém sonho de liderarÍcone de fechar Fechar

EM SÃO JANUÁRIO

Verdão vence e mantém sonho de liderar

Palmeiras agora se prepara para o clássico com o Corinthians, sábado


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Com a presença de Tite, técnico da Seleção Brasileira, em São Januário, o Palmeiras venceu o Vasco por 2 a 1 na noite desta quarta, 6, e se manteve na perseguição ao líder Flamengo. Agora, o time paulista tem 66 pontos no Campeonato Brasileiro e vai torcer contra o rival, que tem 71 e enfrenta nesta quinta-feira o Botafogo, no Engenhão.

No Palmeiras, o técnico Mano Menezes optou por poupar alguns de seus titulares, que nem viajaram para o Rio. O atacante Dudu até foi com o grupo, mas ficou no banco de reservas. A ideia era dar um descanso aos atletas pensando no clássico de sábado, contra o rival Corinthians, no Pacaembu.

Jogadores como o lateral-esquerdo Victor Luis e o volante Matheus Fernandes ganharam uma chance de começar jogando em uma equipe que manteve sua estrutura tática das últimas partidas, com Deyverson como centroavante e três jogadores fazendo a função de meia para dar mais ofensividade ao time: Willian, Lucas Lima e Zé Rafael.

O gramado do estádio não apresentava boas condições, mas isso não atrapalhou o Palmeiras para abrir o placar. Logo aos 11 minutos, Lucas Lima recebeu lançamento de Matheus Fernandes e chutou. O goleiro Fernando Miguel fez ótima defesa, mas no rebote o próprio palmeirense mandou para o gol vazio. Só que o time paulista não conseguiu segurar o resultado por muito tempo. Seis minutos depois, Pikachu deu um lindo passe em profundidade para Rossi, que cruzou rasteiro e o lateral palmeirense Mayke, ao tentar tirar a bola, mandou contra a própria meta.

Com o jogo truncado, o árbitro Rafael Traci não economizou nos cartões amarelos e deixou muito jogador pendurado no início do segundo tempo. Então Mano mandou Dudu a campo. Com o atacante, o Palmeiras se tornou mais perigoso. E nos últimos minutos a partida pegou fogo. Primeiramente pelo gol do Palmeiras, com Luiz Adriano, que aproveitou vacilo da defesa adversária e mandou para o gol, colocando a equipe em vantagem. Os jogadores do Vasco reclamaram falta na jogada, mas a arbitragem nada marcou. Depois, o Vasco foi para o ataque, mas acabou perdendo o zagueiro Leandro Castán por expulsão ao reclamar de um suposto pênalti na área alviverde. A partir daí, o time do professor Luxemburgo, bastante nervoso, nada mais criou. O time paulista soube se defender, com um jogador a mais em campo, e festejou uma importante vitória que mantém a equipe na perseguição ao líder Flamengo no Campeonato Brasileiro.

VASCO - 1

Fernando Miguel; Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Fellipe Bastos, Raul (Clayton), Guarín e Bruno César (Tiago Reis); Rossi e Marrony (Felipe Ferreira). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

PALMEIRAS - 2

Fernando Prass; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Thiago Santos, Matheus Fernandes, Willian (Dudu), Lucas Lima (Raphael Veiga) e Zé Rafael; Deyverson (Luiz Adriano). Técnico: Mano Menezes.

Gols: Lucas Lima, aos 11, e Mayke (contra), aos 17 minutos do 1º tempo; Luiz Adriano, aos 31 minutos do 2º tempo. Expulsão: Leandro Castan. Árbitro: Rafael Traci (SC). Renda: R$ 296.386,00. Público: 8.249 pagantes. Local: São Januário, no Rio de Janeiro-RJ, na noite desta quarta-feira, 6.