Diretor lança curta sobre saudadeÍcone de fechar Fechar

CINEMA

Diretor lança curta sobre saudade

Lançamento do curta será nesta sexta-feira, às 14h, no teatro do Sesc


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Atento às questões envolvendo a terceira idade, o diretor de cinema Alexandre Estevanato lança nesta sexta-feira, dia 8, o curta-metragem "Aperto", um filme que aborda as saudades, as cicatrizes do ser humano e a solidão enfrentada por pessoas mais velhas. A exibição será realizada no Teatro do Sesc Rio Preto às 14h e a retirada de ingressos pode ser realizada a partir das 13h30.

O curta é o 17º projeto da produtora Estevacine, que no início do ano lançou o documentário "Os Superidosos", um projeto que reuniu senhores e senhoras com idades entre 62 e 80 anos para provar que envelhecer não precisa ser um peso.

"Aperto" conta a história de um homem de 80 anos que retorna para o sítio onde nasceu e viveu durante a infância. Esse regresso tem um motivo: reavivar as memórias do passado. Quando criança, o personagem passou a guardar lembrancinhas que ganhava dos pais e familiares e colocar tudo em uma lata. Ao se tornar adulto, ele se casa e decide enterrar a lata ao pé de uma árvore. No decorrer da vida, ele acaba se tornando uma pessoa sozinha, isolada de tudo e de todos. Em busca de um remédio para a angústia, ele vê na "caixa de memórias" uma maneira de reviver os bons momentos.

Segundo Alexandre Estevanato, que assina a produção-executiva, roteiro e direção do curta, o filme é ambientado em três fases diferentes da vida do personagem. "Nós procuramos ser bem fiéis na questão do figuro, objetos que compunham as cenas e nos atores que interpretaram outras fases da vida do personagem", conta Estevanato. Para esses papéis, foram escalados o ator-mirim Cauê Jesus - que teve sua primeira experiência com atuação, e o ator Ícaro Negroni, ambos moradores de Rio Preto.

Uma característica importante para a equipe era a semelhança física com Milton Gonçalves, ator escolhido pelo diretor desde o momento da concepção do projeto. "Durante o processo de criação do roteiro, eu tinha em mente ele interpretando o filme. Depois que o roteiro estava pronto, entramos em contato com ele e ele adorou", recorda.

Mas antes de colocar o projeto na tela, a equipe enfrentou problemas financeiros, devido à dificuldade de viabilizar patrocínios para uma produção audiovisual em Rio Preto. Uma das estratégias foi fazer uma rifa de um televisor de 32 polegadas para levantar parte dos recursos. "O restante foi financiado com recursos próprios da produtora e a equipe aceitou trabalhar com um cachê simbólico", recorda.

Classificado como suplente na categoria audiovisual do Prêmio Nelson Seixas 2019, a equipe conquistou a verba necessária para concluir o projeto depois de ocupar o lugar de um dos premiados. "Com isso, consegui dar um suspiro e pagar dignamente todos que participaram do filme, o que facilitou a vida das pessoas que tinham trabalhado praticamente de graça".

As gravações duraram três dias e foram realizadas em Uchoa, no Café da Colônia. Para a produção do curta-metragem, a produtora contou com uma equipe de aproximadamente 30 pessoas. Além dos atores que interpretam o personagem principal, também participaram as atrizes Any Ferraz e Ana Laura Ferraz Cardoso.

Completam a equipe responsável pelo curta Fábio Róger (direção de fotografia); Flávia Facim (produção); Luiz Áurio (direção de arte); Juca Vasquez (edição e finalização); Leandro Fermino (captação de som de direto); Renan Franchi (edição de som); Allexandre Silva (texto da narração). Também auxiliaram na produção Keneder Jesus Marino, Paulo Brechol, Beatriz Biaso.

Após o lançamento, o filme será enviado para o circuito de festivais de cinema no Brasil e no exterior. Ainda segundo Estevanato, o curta já possui versões com legenda em português, inglês, italiano, francês e espanhol. O filme também conta com legenda descritiva e autodescrição, o que torna o filme mais acessível às pessoas com deficiência.

Depois do Sesc, o curta será exibido no dia 12 de novembro, na unidade 3 da faculdade Unirp e no dia 23 será realizada uma sessão no Café da Colônia em Uchoa, onde será realizada uma exibição a céu aberto a partir das 20h.

Serviço

  • Exibição do curta-metragem Aperto. Sexta, dia 8, às 14h. Sesc Rio Preto. 228 lugares. Ingressos serão distribuídos a partir das 13h30