Pequenos leitores leem e comentam notícias em escolaÍcone de fechar Fechar

DIARINHO

Pequenos leitores leem e comentam notícias em escola

Alunos da escola Francisco Felipe Caputo leem o jornal, debatem notícias e escrevem carta do leitor


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Com o avanço das tecnologias, ver uma criança com um jornal, revista ou livro nas mãos é cada vez mais raro. Os smartphones, tablets e computadores tomaram conta da rotina e a leitura é feita por esses equipamentos. Para aumentar a aproximação com o conteúdo impresso, alunos do 5º ano da Escola Municipal Francisco Felipe Caputo, no Parque Industrial, estão realizando atividades com jornal.

A "Roda de Jornal" é uma atividade do programa de estudo Ler e Escrever, onde os alunos trabalham a Língua Portuguesa. O conteúdo é trabalhado durante todo o ano letivo e, no terceiro bimestre, é feita a atividade didática que se chama Carta do Leitor. O jornal é levado em sala e os alunos escolhem as reportagens que mais gostam e escrevem seu posicionamento a respeito delas.

Primeiro, a atividade é realizada de forma coletiva, os alunos vão dando as ideias e a professora escreve. Depois, eles passam a escrever em trio, em seguida em dupla.

Para João Pedro Amorim da Silva, de 11 anos, trabalhar com o jornal trouxe para eles uma nova aprendizagem. "Resolvemos falar sobre o 'doutor robô'. A atividade ajudou bastante a nossa escrita", contou o menino, referindo-se a uma matéria do Diário sobre o robô que "realizou" uma cirurgia em um hospital de Rio Preto. Ele diz que gosta de ler e escrever e já pensa em cursar jornalismo.

Dever de casa em forma de diversão. Essa é a visão da Ester da Cruz Silva, de 11 anos, sobre a atividade. "É divertido porque aprendemos coisas novas". A respeito da reportagem sobre a primeira cirurgia robótica, a menina ficou surpresa com a novidade. "É uma matéria muito diferente, saber que estão chegando robôs nos hospitais. São coisas novas que aprendemos da região".

Outro aluno que admira o jornalismo é o pequeno Andrey Richard da Silva, de 11 anos. O menino diz que adorou a atividade feita em sala. "Eu gosto muito de ler e escrever. Se continuar lendo bem, vou saber como escrever as palavras".

Kauani Guedes Chiquesi, 11 anos, diz ter gostado de ver a Carta do Leitor que eles criaram ser publicada pelo Diário. "Nós decidimos fazer a carta do leitor e postamos e ficamos super felizes quando saiu no jornal. Precisamos escrever para despertar o interesse das pessoas."

A professora Nilza Piovan, responsável pelo projeto, ressalta a participação da classe. "Como o jornal traz textos diversificados, facilita a visão de mundo da criança. Eles se tornaram mais críticos", comentou a professora.

(Colaborou Luciano Ramos)

 

Metro de algodão

O homem chegou ao comerciante e perguntou:

- Quanto custa o metro deste algodão?

O comerciante responde:

- Está em promoção, quanto mais o senhor levar, mais barato fica.

- Então vai desenrolando até ficar de graça.

Preços dos vasos

O sujeito pergunta na loja de jardinagem:

- Quanto custam esses vasos?

E a atendente responde:

- O bom custa R$ 10, o ruim R$ 1.000.

O sujeito então questiona:

- Mas por que o ruim é mais caro?

- É porque vaso ruim não quebra.

 

Cinema

A Família Addams está de volta às telonas! Para quem estava com saudades de acompanhar a família mais sombria, o filme na versão animação está em cartaz em todos os cinemas de Rio Preto.

Oficina

O Sesc oferece oportunidade de construir um porta-penduricalhos utilizando tecidos, botões, fitas e outros materiais. São 25 vagas disponíveis e as inscrições são feitas no local. A atividade será realizada no Salão Expressão Artística, no domingo, 2, das 10h30 às 12h30.

Culinária

O Sesc de Rio Preto também promove evento de culinária entre crianças e adultos, para aprender a preparar pão integral e requeijão caseiro. Será realizado no sábado, 2, a partir das 15h até as 17h. Atividade com 25 vagas disponíveis. As vagas são prioritariamente paras as famílias das crianças inscritas no Programa Curumim.

Rei da Matemática

O aplicativo é um jogo de matemática em um ambiente medieval onde o participante alcança status sociais através da resposta às perguntas e soluções de enigmas. No andamento do jogo, de acordo com os acertos dos usuários, eles vão ganhando estrelas, medalhas e podem competir com amigos e familiares. O app passa, de uma forma mais acessível e estimulante, exercícios de matemática.

 

Medo de Errar

  • Autora: Andrea Viviana Taubman
  • Editora: Zit

O livro conta a história de um menino chamado Pedro que vive com várias inseguranças, com medo de errar. Diferente das demais crianças, ele prefere ficar em casa, porque tem medo de fazer alguma coisa errada. A escola passa a ser o lugar onde ele mais se preocupa, já que tem diversas oportunidades de cometer algum deslize. Mas com a chegada de uma fada, o menino passa a acreditar mais em sua capacidade.

 

Crianças de até 12 anos podem participar da seção enviando uma foto mostrando um desenho para o WhatsApp do Diário (17) 99129-7019