Menina violentada presta depoimentoÍcone de fechar Fechar

Estupro

Menina violentada presta depoimento


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

"Minha filha estuda de manhã, tinha acabado de sair da escola e foi atacada quando estava a caminho de casa. O estuprador fez de tudo para impedir que ela não enxergasse seu rosto, mas minha filha vai tentar ajudar na identificação dele. Ela ainda está muito abalada". O depoimento é da mãe da estudante de 13 anos estuprada no bairro Santo Antônio, em Rio Preto.

O crime foi na terça-feira, 26, e a mãe e a menina vão nesta sexta-feira, 29, prestar depoimento na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Na Central de Flagrantes, o crime foi relatado pela avó da adolescente como se tivesse acontecido à noite, mas foi à tarde, em plena luz do dia. A estudante foi arrastada pelo agressor até um terreno baldio onde foi estuprada e abandonada.

Com ajuda de uma funcionária da diretoria da escola, a jovem foi levada de carro, acompanhada da mãe, até a UPA Santo Antônio. Após serem constatados sinais de violência sexual, a adolescente foi encaminhada para o setor de vítima de estupros, no Hospital da Criança e Maternidade (HCM). A calça usada por ela foi apreendida e encaminhada para o Instituto de Criminalística para que seja feita perícia para descobrir se há vestígio de material biológico que possa ajudar na identificação do agressor por meio de comparação de DNA.

O comandante do 17º batalhão da Polícia Militar, coronel Paulo Sérgio Martins, afirma que já foi aumentado o patrulhamento no bairro para tentar localizar o estuprador e garantir a segurança dos moradores, mas até esta quinta-feira, 28, o autor do crime não havia sido encontrado.