Diário da Região

    • São José do Rio Preto
    • máx min
28/11/2019 - 00h30min

Projeto Pedagógico

Educadoras aprendem sobre o Abraçar

Guilherme Baffi 27/11/2019 Coordenadoras durante aula sobre oficinas do Movimento Abraçar
Coordenadoras durante aula sobre oficinas do Movimento Abraçar

"Acho que vai ser só sucesso, eu realmente abracei, manifestei interesse correndo". A frase é de Luciane Regina Jucá, coordenadora da Escola de Educação Infantil Márcia Affini Bagdasaryan, no bairro Cristo Rei, uma das cinco que a partir de fevereiro de 2020 adotarão o Movimento Abraçar. Nesta quarta-feira, 27, terminou a capacitação pela qual passaram os gestores das unidades - chamados de "multiplicadores", pois agora vão explicar aos professores sobre o funcionamento da metodologia.

A implantação do Abraçar em Rio Preto é apoiada editorialmente pelo Diário. As outras escolas que receberão são a municipal Daisy Rollemberg Trefiglio e as parceiras Irmã Julieta, no Estoril; Maria Inês Arnal (unidades 1 e 2), João Paulo 2º; e Amélia Balbo Sacchetin, no Jardim das Oliveiras.

Nos últimos dois dias, as coordenadoras das escolas e representantes da Secretaria de Educação aprenderam sobre a teoria e a prática do projeto. "Vai ser muito bom, me senti privilegiada. As crianças merecem. Estou com sede de passar para a equipe, de sentar, começar a planejar os projetos", afirma Luciane. "A capacitação superou minhas expectativas. Meu intuito maior é trazer os pais para isso."

O Movimento Abraçar foi desenvolvido pelo professor Carlos Sebastião Andriani, fundador da Associação Carlos Andreani (ADA). A primeira creche a recebê-lo foi a Monte Cristo, em Campinas. Segundo Gretchen Almeida Barbosa, coordenadora pedagógica da ADA, os participantes da capacitação foram receptivos. "A gente ficou bem feliz com o trabalho. Fizemos práticas de meditação, acolhimento, hora do conto, família na escola, trabalho de arte, círculo de amor e aniversariante do mês", conta.

A formação das professoras começa em janeiro e no mês seguinte, início do ano letivo, o projeto começa a funcionar. "Não tem nenhuma dificuldade em colocar em prática as oficinas, elas vão receber o material explicando passo a passo como faz e alguns vídeos da nossa unidade e outras da redondeza que já estão trabalhando, como Uchoa e Macedônia", diz Gretchen.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos tr�s primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por Você para acessar o Diário da Região.