Educadoras aprendem sobre o AbraçarÍcone de fechar Fechar

Projeto Pedagógico

Educadoras aprendem sobre o Abraçar


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

"Acho que vai ser só sucesso, eu realmente abracei, manifestei interesse correndo". A frase é de Luciane Regina Jucá, coordenadora da Escola de Educação Infantil Márcia Affini Bagdasaryan, no bairro Cristo Rei, uma das cinco que a partir de fevereiro de 2020 adotarão o Movimento Abraçar. Nesta quarta-feira, 27, terminou a capacitação pela qual passaram os gestores das unidades - chamados de "multiplicadores", pois agora vão explicar aos professores sobre o funcionamento da metodologia.

A implantação do Abraçar em Rio Preto é apoiada editorialmente pelo Diário. As outras escolas que receberão são a municipal Daisy Rollemberg Trefiglio e as parceiras Irmã Julieta, no Estoril; Maria Inês Arnal (unidades 1 e 2), João Paulo 2º; e Amélia Balbo Sacchetin, no Jardim das Oliveiras.

Nos últimos dois dias, as coordenadoras das escolas e representantes da Secretaria de Educação aprenderam sobre a teoria e a prática do projeto. "Vai ser muito bom, me senti privilegiada. As crianças merecem. Estou com sede de passar para a equipe, de sentar, começar a planejar os projetos", afirma Luciane. "A capacitação superou minhas expectativas. Meu intuito maior é trazer os pais para isso."

O Movimento Abraçar foi desenvolvido pelo professor Carlos Sebastião Andriani, fundador da Associação Carlos Andreani (ADA). A primeira creche a recebê-lo foi a Monte Cristo, em Campinas. Segundo Gretchen Almeida Barbosa, coordenadora pedagógica da ADA, os participantes da capacitação foram receptivos. "A gente ficou bem feliz com o trabalho. Fizemos práticas de meditação, acolhimento, hora do conto, família na escola, trabalho de arte, círculo de amor e aniversariante do mês", conta.

A formação das professoras começa em janeiro e no mês seguinte, início do ano letivo, o projeto começa a funcionar. "Não tem nenhuma dificuldade em colocar em prática as oficinas, elas vão receber o material explicando passo a passo como faz e alguns vídeos da nossa unidade e outras da redondeza que já estão trabalhando, como Uchoa e Macedônia", diz Gretchen.