Cardápio bom para o diabéticoÍcone de fechar Fechar

Alimentação saudável

Cardápio bom para o diabético

Conheça algumas substituições para manter o café da manhã saudável e saboroso


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O mundo tem cerca de 387 milhões de diabéticos, 13 milhões só no Brasil. Apesar de crônica, é totalmente possível levar uma vida normal com a diabetes, a começar pelo café da manhã. É bom ficar de olho em uma dieta visando ao controle glicêmico. A maioria das pessoas desconhece o índice glicêmico (IG) dos alimentos, mas ele é fundamental para escolha dos alimentos da dieta. "O paciente com diabetes precisa ter conhecimento de que cada alimento possui uma concentração de açúcar, que pode ser liberada de forma rápida ou lenta no organismo - é o chamado índice glicêmico.

"Diabéticos devem dar preferência aos alimentos com baixo índice glicêmico, pois além de possuírem menos açúcar, o liberam de forma mais lenta no organismo, evitando picos de glicose no sangue", explica a nutricionista Jéssica Freitas. Isso significa que determinados alimentos têm potencial maior de causar episódios de hiperglicemia, e logo, devem ser consumidos de maneira moderada.

"O organismo do diabético não consegue colocar a glicose para dentro das células, o que aumenta os níveis de açúcar no sangue. É aí que podem começar os problemas de saúde, por isso, assim que for diagnosticado, o diabético precisa adotar cuidados especiais, afirma a nutricionista funcional Mariana Frank.

Algumas substituições no cardápio permitem aos diabéticos fazer uma boa manutenção da glicemia. E não precisa ficar sem graça, pode ter sabor. Nada de pular refeições. "O diabético tem de ficar atento porque o problema dele é o açúcar elevado no sangue. Quando ele começa a pular refeições, corre o risco de ter uma hipoglicemia", explica a nutricionista Sandra Reis, que sugere quatro substituições.

 

Por que trocar: O leite pode potencializar o aumento da glicemia. Substitua por leite de aveia, amêndoas ou coco, por exemplo. Ele pode ser batido com frutas. A aveia pode ser usada também para fazer um mingau. Você pode substituir também por um suco para repor cálcio e magnésio. Uma sugestão é a água de coco, couve e maçã ou melão com sementes;

 

Por que trocar: O índice glicêmico do pão integral com castanhas é baixo porque a absorção dele acontece lentamente, além de fornecer muitas vitaminas e minerais. Use manteiga e não margarina.

 

Por que trocar: o queijo é um derivado do leite e não é recomendado para o diabético. O ovo é uma excelente fonte de proteína, que ajuda na absorção mais lenta do carboidrato. Consuma em forma de omelete que pode ser recheado com tomate, cebola, sementes como chia ou linhaça ou castanhas. Você pode variar na forma de ovo cozido ou mexido. A colhada deve ser preferencialmente de leite integral e não o desnatado;

 

Por que trocar: A banana e a uva contêm muito açúcar. Opte por manga, abacate, pera ou maçã ou qualquer outra fruta. As frutas, além de muitos nutrientes, são excelentes fontes de fibras, que ajudam na redução da absorção do carboidrato;