#Segundou Ícone de fechar Fechar

Saúde Emocional

#Segundou

É possível tornar mais leve a segunda-feira, o 'dia internacional da preguiça'


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O domingo vai chegando ao fim e você já começa a ficar ansioso, afinal, amanhã é segunda-feira, considerada por muitos o "dia internacional da preguiça". Estudos recentes mostram que nesse dia há mais enfartes, idas ao hospital e sensação de mau humor. A preguiça tradicional no começo de semana é um fenômeno social cada vez mais comum. Ela começa a tomar conta da rotina de uma pessoa a partir do descaso pelas pequenas tarefas do dia a dia e, se não combatida, pode levar a uma semana inteira de fracassos.

Ter momentos de preguiça é normal. Todo mundo se sente preguiçoso um dia ou outro. Mas é preciso cuidar para que ela não se converta em um estado de vida pois, assim, pode nos conduzir facilmente a fracassos.

Sinônimo de negligência e ociosidade, a preguiça é caracterizada por uma falta voluntária de esforço físico e mental que faz com que o desempenho de qualquer área de nossa vida seja medíocre. E isso impede avançar tanto nos propósitos mais simples, como realizar as tarefas que nos cabem em um dia de trabalho, nos sonhos e projetos de vida.

Para a psicóloga Patrícia Bader essa sensação é o efeito colateral da forma como organizamos a vida: trabalho durante a semana, lazer a partir da noite de sexta até o domingo. "Geralmente a pessoa começa a pensar nas pendências da semana na noite de domingo. São obrigações que vão minar sua alegria. Assim, a pessoa antecipa o que vai acontecer e, por isso, sente-se desconfortável", afirma.

Para a gestora de carreiras Andrea Deis é preciso descartar os sinais que certamente acarretarão "aversão à segunda-feira", pois tudo o que você não resolveu baterá à sua porta como num ciclo vicioso, sem saída, onde a vida real o chamará para todas as responsabilidades.

 

  • Assuma a responsabilidade: Pessoas preguiçosas costumam colocar a culpa do adiamento das tarefas em qualquer outra coisa, menos nelas mesmas. Você é o único responsável por sua vida e por suas tarefas. Assuma isso, caso contrário será muito difícil você conseguir sair da inércia. Encontre motivação;
  • Exercite a força de vontade: Pessoas maduras são capazes de dominar os desejos, as emoções e as ações. Não se permita atrasar tarefas ou fazê-las pela metade. Seja firme naquilo em que se propôs;
  • Afaste-se do que te deixa estagnado: não importa se é o celular, a televisão ou qualquer outra coisa. Afaste-se do que rouba seu tempo precioso que pode ser aproveitado no trabalho, estudos ou fazendo planos;
  • Defina metas e cumpra-as: Mostrar a si mesmo aquilo de que é capaz lhe dará segurança e entusiasmo para continuar no caminho;
  • Não reclame: Reclamar o tempo todo e ver o mundo sempre a partir de uma ótica pessimista são formas de alimentar a preguiça. Desapegue-se do lado ruim de todas as coisas e terá resultados diferentes;
  • Comemore pequenos progressos: Preste atenção no caminho que trilha. Muitas vezes o percurso é até mais satisfatório do que o próprio fim. Não perca seu tempo e sua energia se lamentando pelo que ainda não consegue fazer. Celebre cada vitória, cada tarefa cumprida.