Aprenda a ser bomÍcone de fechar Fechar

Educação

Aprenda a ser bom

Universidade cria instituto de gentileza para ensinar e pesquisar sobre bondade


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Não são poucas as pesquisas que mostram que ser bom traz benefícios para a saúde física e emocional e até aumenta em alguns anos sua vida. Com esse respaldo, a Universidade da Califórnia, em Los Angeles (UCLA), nos Estados Unidos, anunciou a abertura do primeiro instituto de pesquisa interdisciplinar do mundo.

O Instituto de Gentileza (Kindness Institute) da UCLA Bedari foi criado graças a um presente de US$ 20 milhões (mais de R$ 80 milhões) - da The Bedari Foundation, que apoiará pesquisas de nível mundial sobre bondade e empatia, além de criar oportunidades para traduzir esses estudos em ações práticas que visam a educar e comunicar novas descobertas.

O objetivo é empoderar cidadãos e inspirar líderes a construírem sociedades mais humanas através do estudo de atos, pensamentos, sentimentos e instituições sociais associadas à bondade.

"Em meio à atual política mundial, à violência e aos conflitos, o Instituto da Bondade Bedari da UCLA busca ser um antídoto", disse Darnell Hunt, decano da divisão de ciências sociais, onde o instituto terá sua sede. Estudiosos já trabalham para desenhar as bases de trabalho do instituto.

"Nossa visão é que todos vivamos em um mundo onde a humanidade descubra e pratique a bondade que existe em todos nós", disse Matthew Harris, cofundador do centro. "É preciso muita pesquisa para entender por que a bondade pode ser tão escassa no mundo moderno."

Instalado na divisão de Ciências Sociais, o Instituto espera usar sua pesquisa para capacitar cidadãos e inspirar líderes a construir sociedades mais humanas. "As universidades devem ser lugares onde ensinamos os alunos a alcançarem marcos civilizatórios e tratarem uns aos outros com empatia e respeito - mesmo quando discordamos uns dos outros profundamente", afirmou o reitor da UCLA, Gene Block. O Instituto de Gentileza da UCLA trará o melhor pensamento para esta questão vital e os responsáveis acreditam em um impacto social real para as gerações futuras.

Início imediato

Os pesquisadores do instituto, que começará a funcionar imediatamente, querem entender a bondade por meio de perspectivas evolucionárias, biológicas, psicológicas, econômicas, culturais e sociológicas. Ele se concentrará na pesquisa sobre ações, pensamentos, sentimentos e instituições sociais associadas à bondade e reunirá pesquisadores de várias disciplinas da UCLA e de organizações externas.

Os cientistas já estão estudando as perguntas que serão a base do trabalho. Os antropólogos estão examinando como a bondade se espalha de pessoa para pessoa e de grupo para grupo. Os sociólogos analisam como as pessoas que agem com crueldade regularmente podem ser encorajadas a se envolver em atos bondosos; e os psicólogos estão pesquisando como a bondade pode melhorar o humor das pessoas e reduzir os sintomas da depressão.

Outros estudiosos estão realizando pesquisas sobre mudanças na neurobiologia e comportamentos resultantes da atenção plena e como essas mudanças podem influenciar a bondade e o bem-estar mental, físico e social das pessoas.

O Kindness Institute - o Instituto da Gentileza - fornecerá financiamento inicial para projetos de pesquisa que examinem a mecânica social e física da bondade e como a bondade pode ser aproveitada para criar sociedades mais humanas. Também fornecerá treinamento de conscientização da atenção aos alunos, professores e funcionários e em comunidades carentes de Los Angeles. Além disso, vai sediar uma conferência anual para examinar novas descobertas na pesquisa sobre bondade.

O diretor do instituto é Daniel Fessler, professor de antropologia da UCLA, que pretende explorar como atos de bondade notável podem causar uma experiência emocional edificante que, por sua vez, motiva o observador a ser gentil.

Os estudos de Fessler e seus colegas esclareceram por que algumas pessoas estão abertas a esse tipo de experiência de "bondade contagiosa". Segundo ele, é preciso muita pesquisa para entender por que a bondade pode ser tão escassa no mundo moderno. A ideia é educar e capacitar mais e mais pessoas na prática da bondade. "O Instituto de Bondade da UCLA Bedari trará o melhor pensamento para esta questão vital e, acredito, nos permitirá ter um impacto social real nas gerações futuras", diz.