QueimadasÍcone de fechar Fechar

Proteja-se

Queimadas


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Nas últimas semanas, temos presenciado um grande aumento de focos de incêndios em coberturas vegetais (matas, plantações e bosques) que tem deixado os céus das cidades da nossa região cobertos por uma névoa, trazendo prejuízo às vias aéreas, atingindo principalmente idosos e crianças. Esses eventos são comuns nessa época do ano, em que a umidade relativa do ar, a temperatura e os ventos, aliado à ausência de chuvas, encontram um ambiente favorável a deflagração de incêndios.

Anualmente o Corpo de Bombeiros planeja e executa a Operação Corta Fogo, em parceria com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente de São Paulo, onde são desencadeadas ações preparatórias (entre fevereiro e abril), quando são treinados funcionários municipais de toda a nossa região para que possuam conhecimentos básicos acerca de aceiros, prevenção e combate a pequenos focos de incêndio. Também são realizadas ações para aquisição e manutenção de equipamentos destinados ao combate a incêndios, quando também aprimoramos a nossa capacidade operacional para fazer frente aos desafios que virão durante a estiagem que irá iniciar.

Próximos de chegar ao fim da estiagem nesse ano, o balanço que fazemos dessa operação é de que estivemos frente a uma estiagem severa: a umidade do ar chegou a sufocantes 13%, com temperaturas superiores a 35° e ventos com média intensidade, o que pode ter contribuído para o agravamento de grande parte dos incêndios que, aliados à falta de chuva, podem ter determinado o fenômeno da fumaça generalizada.

Se podemos aprender algo como cidadãos, posso afirmar que as medidas de prevenção continuam sendo a melhor maneira de se evitar que tais eventos possam interferir de maneira substancial em nosso cotidiano, evitando-se o descarte irregular de lixo ou de restos de cigarro, fazendo aceiros adequados, principalmente nas áreas limítrofes a grandes extensões de terras desocupadas tais como pastos, evitando o emprego do fogo para limpeza de terrenos, dentre outras providências.

Institucionalmente continuaremos a promover ações que visem a antecipação de problemas relacionados à estiagem, como treinamento de nossos bombeiros profissionais, aquisição de equipamentos e viaturas, além do estabelecimento de parcerias com órgãos e organismos que sejam afetados pela Operação Corta Fogo, sempre com o objetivo de garantir a preservação da vida, do patrimônio e do meio ambiente com excelência operacional.