CAD encara o Magic Hands em busca do penta estadual Ícone de fechar Fechar

BASQUETE SOBRE RODAS

CAD encara o Magic Hands em busca do penta estadual

CAD/Corinthians encara o Magic Hands neste sábado, às 15 horas, no Parque São Jorge, em São Paulo, em busca do penta no Campeonato Paulista de Basquete Sobre Rodas


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A final do Campeonato Paulista de Basquete Sobre Rodas, neste sábado, dia 2, às 15 horas, entre CAD/Corinthians e o Magic Hands, pode ser a primeira conquista do jovem Rafael Eduardo de Araújo, de 22 anos, ala da equipe rio-pretense. Rafael estará em quadra no ginásio Wlamir Marques, no Parque São Jorge, em São Paulo, na busca pelo pentacampeonato estadual da equipe rio-pretense. "O título seria muito importante para mim, ainda mais porque estou começando no esporte e aqui no time. Sei que eles também treinaram bastante, mas estamos preparados", declarou Rafael.

O ala chegou à equipe há dois anos, porém, após sofrer com problemas de saúde, ficou de fora por nove meses e não esteve em quadra na conquista estadual de 2018. Antes, ele chegou a ser campeão brasileiro em 2017 com o CAD. "A experiência é boa, porque estou em contato com alguns dos melhores jogadores da modalidade do País. Eles têm muita história no basquete sobre rodas", elogiou o atleta.

As referências de Rafael são os experientes Paulo César Santos, o Jatobá, Erick Epaminondas, Leandro de Miranda e Berg, frequentemente convocados pela Seleção Brasileira e com participações em Jogos Paralímpicos, Mundiais e Parapan-Americanos.

"Ele progrediu bastante este ano jogando com os mais experientes. Os mais velhos querem ganhar mais rápido e isso pro jovem é bom, os passes não saem errado, o posicionamento é melhor e crescem na modalidade", disse o técnico Otávio de Paula.

Atual campeão paulista, o CAD já faturou o título por quatro vezes. As outras conquistas foram 2011, 2012 e 2013. O jogo deste sábado é um clássico na modalidade, já que as equipes vêm fazendo a final do estadual desde 2017. "É uma rivalidade histórica, já tem há bastante tempo. Este ano jogamos quatro vezes pelo Paulista contra eles, com duas vitórias para cada lado", afirmou o treinador do Timão.

Otávio esteve nas quatro conquistas do CAD e terá a volta do pivô Írio para a grande decisão. Com uma lesão na mão, ele desfalcou os rio-pretenses nos últimos três jogos. "Final é um jogo diferente, não dá para ficar só na estratégia. Quem errar menos será campeão", afirmou Otávio. "Em 2017, no Brasileiro, eles ficaram na frente o jogo inteiro e conseguimos vencer, então, final tem dessas coisas."

Antes de chegar à final, o CAD fez quatro jogos na segunda fase, com três vitórias e uma derrota. Os rio-pretenses venceram o Gadecamp Campinas duas vezes (90 a 52 e 66 a 43), bateram o Magic Hands por 66 a 56 e depois perderam para os rivais deste sábado, na última rodada da segunda fase, por 70 a 63. Na primeira fase foram outros seis jogos, com cinco vitórias e uma derrota, justamente para o Magic Hands, por 74 a 68. 

Além dos quatro títulos estaduais, o CAD/Corinthians é bicampeão brasileiro da primeira divisão, vencendo nos anos de 2015 e 2017, e bicampeão do torneio regional (2011 e 2012). No cenário internacional, os rio-pretenses foram campeões do Sul-Americano Interclubes (2012), em Bogotá, na Colômbia, e da 3ª Copa Internacional Togo Renan Soares (2008).