Sem luta nos EUA, Coxinha vai pra SPÍcone de fechar Fechar

MUDANÇA DE PLANOS

Sem luta nos EUA, Coxinha vai pra SP


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O lutador rio-pretense Rafael Barbosa, o Coxinha, teve de voltar às origens para seguir em busca de uma vaga no UFC - principal evento de MMA do Mundo. Ele lutaria no final deste mês pela Legacy Fighting Alliance (LFA), mas o duelo com o norte-americano Taylor Diamond, em Riverside, na Califórnia, foi cancelado. Para não perder tempo, no próximo dia 19, Coxinha enfrentará Luís Betão, na 9ª edição do Future MMA, em São Paulo.

Coxinha vem de duas lutas nos Estados Unidos. Em março derrotou Cameron Graves no LFA 63 e, em maio, nocauteou Nate Jennerman, no LFA 68. "A luta vai ser dura, é um cara que já lutou Bellator e nos quatro cantos do mundo. Ele é bastante conhecido no Brasil, mas vai ser uma luta que vai me ranquear muito", disse Rafael, 21 anos.

Em seu sherdog (histórico de lutas), Coxinha tem 12 vitórias e apenas uma derrota, enquanto o rival tem 21 vitórias e oito derrotas. O rio-pretense vem embalado com sete vitórias seguidas. Já o carioca Betão, 37 anos, não vence há cinco lutas, segundo seu sherdog. "Ele é um cara mais experiente, mas vamos trabalhar, estou confiante, bem treinado e acho que depois dessa luta o UFC vai abrir as portas pra mim", torce Coxinha.

A ideia do lutador é vencer a luta e receber convite para o UFC São Paulo, em 16 de novembro, no Ibirapuera, quando o card principal será entre Jan Blachowicz e Ronaldo Souza.