Diário da Região

20/10/2019 - 18h26min

CAMPEONATO BRASILEIRO

Atlético-MG decide no primeiro tempo, encerra jejum e vence o Santos

Santos tentará se reabilitar em clássico contra o Corinthians, em Itaquera

Ivan Storti/Santos FC Santos perdeu para o Atlético-MG por 2 a 0
Santos perdeu para o Atlético-MG por 2 a 0

Eficiente e com dois gols marcados no primeiro tempo, o Atlético-MG encerrou um jejum de cinco jogos sem vitórias no Campeonato Brasileiro e conquistou o seu primeiro triunfo sob o comando de Vagner Mancini ao superar o Santos por 2 a 0, neste domingo, no Estádio Independência, pela 27ª rodada.

O resultado dá um pouco de tranquilidade ao time, que vinha em queda livre e já começava a se assustar com o risco de rebaixamento. E agora o Atlético-MG chegou aos 35 pontos, em 12º lugar, com vantagem de nove para a degola e a sete da zona de classificação à Copa Libertadores.

O jogo, inclusive, acabou sendo decidido por jogadores remanescentes da conquista do torneio continental pelo clube em 2013, com os gols sendo marcados por Luan e Leonardo Silva, sendo o primeiro após lindo lançamento de Réver, que atuou novamente fora de sua posição e se lesionou durante o primeiro tempo, ainda que só tenha sido substituído no intervalo.

Derrotado em tarde de atuação ruim e sem qualquer criatividade de meio-campistas como Carlos Sánchez e Jean Mota, o Santos vai se distanciando da possibilidade de brigar pelo título nacional, tendo parado nos 51 pontos, em terceiro lugar, sendo que o revés encerrou uma série invicta de seis jogos da equipe.

O Atlético-MG voltará a jogar pelo Brasileirão no próximo domingo, quando vai visitar o São Paulo, no Morumbi. Um dia antes, o Santos tentará se reabilitar em clássico contra o Corinthians, em Itaquera.

O JOGO - Pressionado pela sequência de resultados ruins, o Atlético-MG deu a reposta que o seu torcedor esperava logo em sua primeira ação ofensiva. Réver, novamente improvisado como volante, deu lançamento do campo de defesa para Luan, que dominou nas costas de Jorge, e finalizou às redes, colocando o time em vantagem.

O gol precoce determinou a postura atleticana no restante do primeiro tempo. Foi um time compacto e fechado no campo de defesa, com marcação forte e pouca posse de bola. Mas bastante eficiente nas oportunidades que teve, também para aproveitar os erros santistas, tanto que as suas três finalizações foram perigosas, com duas delas rendendo gols.

O segundo gol do time, inclusive, saiu após Di Santo exigir defesa difícil de Everson. Na sequencia, na cobrança de escanteio, executada na direção da primeira trave, Leonardo Silva se antecipou aos marcadores santistas e cabeceou às redes, marcando, aos 22 minutos, o seu 36º gol pelo Atlético-MG.

A marcação forte imposta pelo time da casa, com várias faltas, e a vantagem no placar deixaram o primeiro tempo tenso, tanto que o árbitro Caio Max Augusto Vieira aplicou cinco cartões amarelos. Além disso, minou a criatividade do Santos, que dessa vez jogou com um trio ofensivo composto por Soteldo, Derlis Gonzalez e Marinho.

Assim, mesmo povoando o campo de ataque, só ameaçou o Atlético-MG em jogadas aéreas e de bola parada. O time assustou em cabeceio de Lucas Veríssimo, aos 20, quase viu Leonardo Silva marcar contra após cobrança de escanteio ao 23, e em uma cobrança de falta colocada de Carlos Sánchez aos 38 minutos.

O segundo tempo da partida foi menos quente, mas repetiu o cenário do primeiro, com o Santos tendo a posse de bola, mas sem qualquer criatividade, o que levou o técnico Jorge Sampaoli a promover três alterações nos 20 minutos iniciais. Mas o time não reagiu.

Já o Atlético-MG, aguerrido na marcação, pouco se arriscava no ataque, o que deixou a etapa final praticamente protocolar. Ainda assim, teve as principais oportunidades de gol do segundo tempo, como em um cabeceio de Elias. Nos minutos finais, já com o Santos entregue, Otero quase marcou em cobrança de falta, dando trabalho a Everson.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 2 X 0 SANTOS

ATLÉTICO-MG - Cleiton; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Rever (José Welison), Nathan, Elias, Luan (Maicon Bolt) e Otero; Di Santo. Técnico: Vagner Mancini.

SANTOS - Everson; Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Luan Peres e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez (Evandro) e Jean Mota; Soteldo (Tailson), Derlis González e Marinho (Eduardo Sasha). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS - Luan, a 1, e Leonardo Silva, aos 22 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN).

CARTÕES AMARELOS - Elias e Luan (Atlético-MG); Lucas Veríssimo, Soteldo, Derlis González Luan Peres e Jorge Sampaoli (Santos).

RENDA - R$ 104.562,00

PÚBLICO - 21.771 torcedores.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.