Mirassol inicia 'tira-teima' diante do Santo AndréÍcone de fechar Fechar

COPA PAULISTA

Mirassol inicia 'tira-teima' diante do Santo André

Atacante Bruno Mota, com lesão no rim, deixa UTI e vai para quarto do HB


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Historicamente o Santo André leva a melhor nos confrontos com o Mirassol. Em 11 partidas oficiais, são apenas três vitórias do Mirassol, três empates e cinco derrotas, a mais amarga delas talvez a da final do Campeonato Paulista da Série A-2 de 2016, por 1 a 0, quando mesmo com o vice, o time da região comemorou o retorno ao Paulistão. A partir deste domingo, às 10 horas, o Leão da Alta Araraquarense tem a chance de começar a mudar esse retrospecto e, de carona, ficar mais próximo de uma vaga na semifinal da Copa Paulista. O duelo começa às 10 horas, no estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol.

Serão dois jogos contra o rival do ABC Paulista, que não passa por um bom momento no torneio - vem de duas derrotas. Duelos para que o time de Ricardo Catalá encaminhe sua vaga. No próximo domingo, os times abrem o returno do Grupo 10, no mesmo horário, jogando na Rua Javari, em São Paulo. "Esperamos fazer um bom jogo diante do Santo André e através desse bom jogo conseguir a vitória. Vamos enfrentar uma equipe que vem em busca de um resultado positivo para se recuperar depois de uma derrota, e nós precisamos da vitória para continuar brigando por uma vaga na semifinal", disse Catalá.

O Leão soma quatro pontos, enquanto o Ramalhão não pontuou ainda. Mais que somar seus pontos, vencer significa distanciar o rival ainda mais de uma das duas vagas.

Pela mesma Copa Paulista, no ano passado, o time de Mirassol levou a melhor nos dois jogos que fez contra o Santo André, vencendo por 1 a 0, em casa, e 2 a 1, mesmo jogando no Bruno José Daniel. No primeiro semestre, pelo Paulistão, os times haviam empatado em 1 a 1. Em 18 de março de 2017, foi a última vitória do Santo André (3 a 2), também pelo Paulistão.

O histórico de embates dos times começou em 2009, pelo Paulistão, com derrota do Leão em casa por 3 a 0. Ainda na elite, as equipes se enfrentaram em 2010 e 2011 - derrota do Leão (2 a 1) e empate (1 a 1), respectivamente. Os três outros jogos foram pela Série A-2, em 2014, 2015 e 2016 - 0 a 0, 3 a 1 Mirassol e 2 a 0 para o Ramalhão, que viria a vencer a decisão novamente em 7 de maio de 2016.

Em campo, o Mirassol segue com baixas, mas amparado pela força de seu elenco. O atacante Bruno Mota saiu da UTI do Hospital de Base na sexta-feira, 4, e foi para o quarto, porém, segue em observação e sem uma data para alta e volta ao trabalho. Gabriel Leite e Rafael Silva supriram sua ausência na vitória de virada sobre a Ferroviária, quarta-feira, por 2 a 1. Na lateral-direita, Cleiton Garcia segue de fora, assim como o meio-campista João Denoni, lesionado desde o fim da primeira fase.

 

MIRASSOL

João Paulo; Weriton, Victor, Reniê e Reverson; Maicon, Juninho e Neto Moura; Claudinho, Gabriel Taliari e Gabriel Leite (Rafael Silva). Técnico: Ricardo Catalá.

SANTO ANDRÉ

Luís Augusto; Diego Gomes, Dênis Germano, João Pedro e Rafael Leme; Johnson, Pereira e Alex Nagib; Vitor Vieira, Victor Sapo e Matheus Santiago. Técnico: José Carlos Palhavan.

Árbitro: João Vitor Gobi. Local: estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol, neste domingo, às 10 horas, com transmissão da TV FPF. Ingressos: R$ 20 (arquibancadas) e R$ 10 (meia-entrada).