Diário da Região

11/10/2019 - 00h30min

AMISTOSO MORNO

Brasil vai mal e segue sem vencer

Seleção volta a jogar no domingo, às 9h, de novo em Cingapura, diante da Nigéria

Reprodução/Facebook/CBF Volante Arthur em lance da partida contra os senegaleses, realizada nesta quinta em Cingapura
Volante Arthur em lance da partida contra os senegaleses, realizada nesta quinta em Cingapura

A Seleção Brasileira segue sem vencer após a disputa da Copa América. Após empate com a Colômbia e derrota para o Peru, em setembro, a equipe dirigida por Tite não foi além da igualdade por 1 a 1 com Senegal, em amistoso disputado nesta quinta-feira, 10, em ritmo morno em Cingapura.

A escalação do time-base que conquistou o título da Copa América, reforçado por Neymar, e o bom começo de jogo, com o golaço marcado por Roberto Firmino, davam a impressão de que a seleção poderia voltar a vencer. Mas, atuando em ritmo lento, teve nova atuação apática, chegando a ser dominada em alguns momentos do jogo.

Quem também pouco produziu foi Neymar, que atingiu nesta quinta a marca de cem jogos disputados pela seleção. Porém, ele teve uma atuação apagada, perdendo, inclusive, uma chance clara de gol no primeiro tempo e só sendo perigoso em cobranças de falta na segunda etapa.

O astro foi bem diferente da outra principal atração do amistoso, o senegalês Mané, que liderou a sua equipe e, em jogada individual, sofreu o pênalti que originou o gol de empate do duelo, que atraiu apenas 20.621 torcedores ao Estádio Nacional de Cingapura. A seleção voltará a jogar no domingo, novamente em Cingapura, a partir das 9 horas (de Brasília), diante da Nigéria.

O fraco desempenho foi reconhecido pelo técnico Tite, ao deixar claro que esperava a sua equipe tratando este amistoso na Ásia de uma maneira mais competitiva.

"A seleção foi abaixo do que poderia produzir. Jogou menos do que pode e competiu menos do que pode. Não foi um bom jogo nosso", reconheceu o comandante, em entrevista coletiva no Estádio Nacional de Cingapura, onde o treinador viu a sua equipe ter um desempenho decepcionante e sem a qualidade técnica esperada, tendo em vista o nível dos seus jogadores.

"Esteve abaixo do seu padrão técnico, do seu normal competitivo. No segundo tempo foi melhor e conseguiu trazer nossa ideia mais de bola, de troca de passes, circulação. E depois da (jogadas em) profundidade, num plano avançado. Aí ela conseguiu. Mas esteve abaixo, sim", admitiu.

Tite também procurou valorizar a importância de poder voltar a encarar um rival africano, neste domingo, contra a Nigéria, às 9 horas (de Brasília), novamente em Cingapura, ao lembrar que o Brasil já havia sofrido para superar Camarões em um amistoso realizado em novembro do ano passado, quando venceu por 1 a 0.

"Da minha passagem aqui é a segunda vez que a gente joga contra a escola africana. E é a segunda vez que a gente tem dificuldade São equipes que procuram contato, trazem compactação, bola aérea forte. E a gente está ainda encontrando uma melhor forma de jogar contra as seleções africanas", afirmou.

E Tite aproveitou para dar um recado aos seus comandados ao dizer que espera ver o Brasil encarando os nigerianos com o mesmo empenho que foi mostrado pelos senegaleses nesta quinta-feira. "Você tem de elevar esse patamar (de nível competitivo). Para a seleção africana o amistoso tem uma importância e para nós precisa ter também", avisou.

 

Ficha técnica

BRASIL - 1

Ederson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro (Renan Lodi); Casemiro, Arthur (Matheus Henrique) e Philippe Coutinho (Richarlison); Gabriel Jesus, Roberto Firmino (Everton Cebolinha) e Neymar. Técnico: Tite.

SENEGAL - 1

Gomis; Gassama, Koulibaly, Sane e Coly; Kouyaté (Sidy Sarr, depois Thioub), Gueye (Ndiaye) e Diatta; Mané, Ismaila Sarr e Diédhiou (Diallo). Técnico: Aliou Cissé.

Gols: Roberto Firmino aos 9 e Diédhiou aos 45 minutos do 1º tempo. Árbitro: Muhammad Taqi Aliaffari (Fifa/Cingapura). Renda: Não disponível. Público: 20.621 espectadores. Local: estádio Nacional de Cingapura, nesta quinta-feira, 10.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.