Diário da Região

11/10/2019 - 00h30min

ECONOMIZE

Veja pesquisa de preços de 118 produtos em 13 supermercados

João Pinheiro 9/10/2019 Ângela de Paula diminui o 
consumo para economizar
Ângela de Paula diminui o consumo para economizar

As altas temperaturas e a falta de chuva não prejudicam só a saúde, também pesam no bolso do consumidor. Por conta disso, os hortifrútis estão mais caros. De acordo com o gestor da Ceagesp de Rio Preto Marcelo Orsini, os legumes que estão mais caros agora são reflexos das condições climáticas. "O tempo não está ajudando os produtores, por conta disso alguns legumes começam a ficar em falta por causa da oferta e procura, e o preço aumenta."

A leitura de preços da Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) mostra aumento na maior parte dos produtos. Dos 43 legumes e frutas pesquisados, 23 tiveram aumento, 12 tiveram redução e sete mantiveram os preços.

O que chama atenção na cotação de preços no atacado é a variação do limão, que aumentou 89%. A batata doce registrou alta de 85% e o tomate, de 65%. Os números consideram os últimos 30 dias, até esta quarta-feira, 9.

"Devido às condições climáticas, a tendência é ficarem ainda mais restritos e mais caros, por exemplo, a banana e a berinjela. A maioria dos produtores não tem condições financeiras para adequar sua produção de acordo com o clima."

A cozinheira Ângela Maria de Paula notou que os preços da feirinha subiram da última semana para esta. O principal jeito de driblar os preços altos é diminuindo o consumo. "Antes, estava acostumada a fazer dois legumes na hora do jantar, mas fica complicado com esses preços. Quando percebo que algum alimento está bem mais caro que o normal, procuro sempre trocar. Se a cenoura está muito cara, troco pelo chuchu."

Pesquisa

Nesta semana, o Diário pesquisou os preços de 118 produtos em 13 supermercados de Rio Preto. A variação total chegou a R$ 313,39.

Clique aquipara ver a tabela de preços.

Clique aqui para ver a tabela dos preços de cesta básica.

Compra da casa própria

Existem vários jeitos de financiar uma casa. São tantas siglas e nomes diferentes que exigem um conhecimento básico para entender tudo do assunto. O financiamento é feito com os bancos, e normalmente dura em torno de 30 anos. Um dos métodos mais utilizados é o sistema de amortização. Flávio Neves, consultor financeiro, afirma que esta é uma das maneiras mais econômicas. "Nesta modalidade de financiamento, todos os meses a parcela vai ficando menor. Na prática, a pessoa paga mais nas primeiras parcelas, devido à grande proporção de juros embutidos nos primeiros meses, e o valor das parcelas vai diminuindo a cada mês".

Para ficar mais claro, o consultor faz uma simulação. Em uma prestação de R$ 2 mil, são pagos R$ 1,5 mil de juros e R$ 500 da amortização do valor do imóvel. Então, o valor do imóvel permanece igual até o fim do financiamento, apenas os juros vão diminuindo ao longo do tempo.

Empréstimo

A atual situação econômica brasileira fez a renda dos trabalhadores diminuir e, muitos deles, perderam o emprego. Por conta disso, o pagamento da parcela do financiamento imobiliário se tornou um problema. E, no desespero, o empréstimo no banco parece uma boa ideia. Só que não. "Não aconselho pegar dinheiro emprestado, por causa dos juros desse novo financiamento. Quando alguém pega dinheiro com alguma instituição ou pessoa física, ela está se endividando mais uma vez, então é muito arriscado."

 

Achados

Aproveite os descontos do fim de semana

O fim de semana promete descontos em roupas femininas em Rio Preto. O espaço Om Shanti realiza um 'brechó chic' até este sábado, 12. O bazar oferece peças seminovas por R$ 25. Dentre os produtos com descontos estão vestidos, camisetas, saias, calças, blusas, shorts e sapatos. A numeração será do P ao GG; e para os sapatos, somente os de numeração 37. O estabelecimento fica na Rua 19 de julho, 55, Vila Aurora. O horário de atendimento na sexta é das 9h às 19h; no sábado, das 9h às 12h. O pagamento pode ser à vista ou no crédito.

O bazar especial de verão Lace também está sendo realizado nesta sexta-feira, 11, e sábado, 12, com vestidos de festas e coleção de verão com 70% de desconto. Peças do P ao GG custam de R$ 29,99 a R$ 99,99. O pagamento será à vista ou parcelado em até quatro vezes no crédito. O bazar fica na Rua Frutuoso José Figueiredo, 125-A.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo e
ganhe + matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 19,00

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.