Riopreto Shopping promove o teatro infantilÍcone de fechar Fechar

DE GRAÇA

Riopreto Shopping promove o teatro infantil

Centro de compras realizada a 3ª edição de seu festival de teatro infantil e ainda levará clientes para assistir a um espetáculo no Teatro Paulo Moura


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O teatro está no foco de dois projetos que o Riopreto Shopping Center realiza neste mês. Um deles é a terceira edição do Festival Infantil "O Teatro Vai Ao Shopping", que faz parte das ações do centro de compras para celebrar o Dia das Crianças (12 de outubro).

A programação, que tem início na próxima terça-feira, 8, envolve seis espetáculos voltados ao público infantil de companhias de Rio Preto e região. As apresentações serão feitas sempre às 18h, na Praça 3 de Eventos do centro de compras, e a novidade desta edição é que todas elas contarão com intérprete de Libras, a língua brasileira de sinais. Os responsáveis pela interpretação simultânea em Libras são todos filiados à Federação Brasileira das Associações dos Profissionais Tradutores e Intérpretes e Guia-Intérpretes de Língua de Sinais (Febrapils).

"O festival é uma importante ferramenta para fomentar a inclusão e a sociabilização das crianças. A cada ano nos preocupamos ainda mais com que o evento seja para todos. Já temos espaços reservados para cadeirantes e, agora, as crianças surdas também têm espaço garantido. É a nossa forma de promover inclusão de verdade", destaca Ayla Farias, organizadora do "Teatro Vai Ao Shopping".

A Libras é a segunda língua mais falada do Brasil e, para a construção do texto nesta linguagem, é necessária a adaptação do texto verbal em gestos, e, posteriormente, a contextualização das emoções e figuras de linguagem presentes no universo falado.

O circuito de espetáculos tem como proposta aproximar o público infantil das artes cênicas. "A ideia nasceu de um desejo do Riopreto Shopping de ampliar ainda mais a oferta de entretenimento cultural infantil", completa Ayla.

Quem abre a programação da terceira edição, na terça, 8, é a Cia. Livre de Teatro, de Rio Preto, que apresentará o espetáculo "Branca de Neve". O público também poderá assistir às peças "Por Quê?" (dia 9, quarta), da Cia. Cênica; "As Aventuras e Desventuras de Pinóquio" (dia 10, quinta), da Cia. Atalhos e Retalhos; "Aquela Colcha de Retalhos" (dia 11, sexta), da palhaça Gisele Lançoni; "Dôssie Pablo" (dia 12, sábado), da Cia. da Casa Amarela, de Catanduva; e "A Cigarra e a Formiga" (dia 13, domingo), da Cia. Duncan e Cia. Apocalíptica.

Fábrica de Sonhos

O Riopreto Shopping também dá início neste mês, em parceria com a Cia. Fábrica de Sonhos, a um projeto cultural que levará seus clientes para apresentações exclusivas no Teatro Paulo Moura (Swift). Para participar, o cliente deve trocar notas fiscais de compras feitas em lojas do Riopreto Shopping - cada R$ 25 equivale a um ingresso.

Neste mês, será apresentado "Circo Lando - O Maior Espetáculo da Terra", dirigido por Guido Caratori. A apresentação será realizada na próxima terça-feira, 8, às 20h. Também voltado ao público infantil, o projeto é mais uma iniciativa do centro de compras para aproximar as crianças das artes cênicas.

O espetáculo da Fábrica de Sonhos conta a história dos irmãos Tito e Federico Formiga Lando, filhos de Adamastor Formiga Lando, que herdou um circo de seu pai, Chico Formiga Lando. Ambos são criados no circo da família e, no final da adolescência, Tito assume a administração do circo, enquanto Federico vai embora para estudar no exterior.

Tito aprende o ofício do pai e se dedica ao circo de corpo e alma. Apesar de nunca ter saído do País, conhece o Brasil de ponta a ponta. Já Federico, apesar de se formar um grande artista contemporâneo e completo, e de ter participado de grandes produções de teatro e cinema no exterior, ganhando rios de dinheiro, sempre foi um péssimo gestor. Em uma de suas viagens internacionais, perde tudo em Las Vegas, sendo obrigado a voltar ao circo da família. Tito, mesmo com toda a atribulação do trabalho no circo, nunca perdeu o contato com o irmão e, sempre que necessário, o socorre, o trazendo de volta pra casa.