Fotografia analógicaÍcone de fechar Fechar

Fotografia analógica


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O mês de outubro também marca o início da exposição fotográfica "Revelação", organizada pelo fotógrafo Jorge Etecheber. A mostra reunirá imagens registradas com aparelhos analógicos produzidas durante uma oficina. A exposição terá visitação aberta ao público de 15 a 20 e de 26 a 28 de outubro. Entre os dias 21 e 25 de outubro a visitação será reservada a grupos escolares mediante agendamento.

De acordo com o fotógrafo, a proposta do projeto é proporcionar o contato da comunidade com a história e os principais conceitos e fórmulas da fotografia analógica. As vinte vagas disponibilizadas para a oficina foram preenchidas em pouco mais de uma hora e meia. "Este é um curso bastante caro, pois utilizamos produtos químicos muito específicos e, além disso, disponibilizados o filme, tudo de graça", explica Etecheber.

O projeto foi contemplado pelo Prêmio Nelson Seixas 2019, programa de fomento cultural da Prefeitura de Rio Preto, realizado por meio da Secretaria Municipal de Cultura. O fotógrafo esclarece que para participar da vivência não era preciso possuir uma câmera analógica, por isso a grande procura. "Vou abordar a teoria de forma breve, explicar o manuseio da câmera fotográfica e dar algumas dicas sobre luz e posicionamento. Depois sairemos para fazer o registo, então vamos escolher uma foto de cada aluno para ir para a galeria". 

A mostra será realizada no Studio Fotográfico Jorge Etecheber, que fica na rua Silva Jardim, 4053 - bairro Santa Cruz (próximo ao Atacadão). No local, o público também poderá conferir uma instalação que reúne equipamentos antigos e uma grande câmera fotográfica que coloca em prática o princípio máximo da fotografia.

O equipamento é uma caixa escura com um pequeno orifício em uma das faces. Quando esse buraco é aberto, a imagem que está à sua frente é projetada de ponta cabeça na face interior oposta da caixa escura, sem a necessidade de mágica ou de nenhuma tecnologia de última geração.

Os visitantes também poderão acompanhar o processo de revelação de um filme fotográfico e de ampliação da imagem no papel. Com "Revelação", Etecheber quer proporcionar novas descobertas ao público, por meio de visitas orientadas e parcerias com professores de áreas. "Nós mostramos o processo físico da projeção da imagem e processo químico da revelação do filme no papel".