TJ reduz indenização por mordida em crecheÍcone de fechar Fechar

RIO PRETO

TJ reduz indenização por mordida em creche


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O Tribunal de Justiça de São Paulo reduziu de 50 salários para R$ 10 mil a indenização que a Prefeitura deve pagar à família de um garotinho mordido na creche Lotf João Bassitt, no São Deocleciano, em Rio Preto. A criança tinha dois anos e, segundo a creche, foi agredida por uma menina também de dois anos. O caso foi em março do ano passado.

A mãe do menino contou na ocasião que as educadoras disseram que, quando reuniram as crianças para jantar, perceberam a falta dos dois. O menino chorava em outro canto da escolinha e "encurralado" pela outra criança. Na época a mãe questionou o trabalho dos monitores.

Na Justiça a advogada Paolla Rodelo Sparapani pediu R$ 47,7 mil como indenização por danos morais. Em fevereiro deste ano, o juiz da 1ª Vara da Fazenda Marco Aurélio Gonçalves condenou a Prefeitura a pagar a reparação.

Após a Prefeitura recorrer, o TJ reformou a sentença pelos "princípios da proporcionalidade e da razoabilidade", como escreveu o relator José Percival Júnior. A advogada da família informou que não vai recorrer para não "prolongar ainda mais". O município informou que não foi notificado da decisão.