Expo Rio Preto movimenta R$ 4 milhões em negóciosÍcone de fechar Fechar

BALANÇO PRELIMINAR

Expo Rio Preto movimenta R$ 4 milhões em negócios

Edição 2019 da Expo Rio Preto comemora os bons resultados obtidos em fechamento de negócios e atrações para o segmento agroempresarial; programação do domingo é voltada para o lazer da família


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A 57ª edição da Expo Rio Preto termina neste domingo comemorando os objetivos atingidos e avaliando o que pode ser melhorado em 2020. Para os organizadores, o evento se consolidou como um gerador de negócios e ganhou a confiança de criadores de animais, empresários e também do público. Balanço prévio até a noite de sexta-feira mostra que foram ultrapassados os R$ 4 milhões em faturamento, incluindo leilões e negócios. O próximo passo é diversificar os tipos de animais presentes e, quem sabe, organizar um julgamento das raças de ovinos para dar mais peso à atividade.

Neste ano, o grande termômetro do sucesso da exposição - que não se atém à vertente agropecuária, mas também empresarial - foi reunir 2 mil animais, dos quais mil em exposição e mil à venda em leilão. A maior gama, sem dúvida, é de gado, de diferentes raças, com predominância do nelore e nelore mocho. "Nosso esforço de resgate foi feito, nós potencializamos todo ele na questão dos criadores de animais. Agora, vamos partir para o entretenimento voltado para animais mais exóticos, para poder trazer para população o que ela tinha lá atrás", afirmou o secretário de Agricultura, Pedro Pezzuto.

Ele se refere a espécies que chamam a atenção do público que não é especializado, como as galinhas exóticas, que impressionam pelo colorido e beleza, e também os cavalos gigantes, que encantam crianças e adultos.

Neste ano, a Expo contou com a presença de cerca de 50 ovinos de diferentes raças, mas apenas para exposição e venda. Segundo Pezzuto, houve uma sinalização da Anpovinos, associação do setor, para realização de julgamentos em 2020, que é o objetivo da ovinocultura. "A cada ano vamos avançando num setor, numa cadeia específica, consolidamos a exposição de forma mais sistêmica e com uma variedade não só de raças, mas de atrações e entretenimento voltado para nossa população".

Para o presidente da Expo 2019, Paulo Sader - que também preside a Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp), a aceitação do evento ficou nítida tanto entre criadores como empresários. "A avaliação é extremamente positiva. O empresário se sentiu prestigiado com as alterações no evento e quando se tem infraestrutura de qualidade, ele vem, ele investe e tem retorno", disse.

Um dos acertos, segundo Sader, foi a parte da técnica da Expo, que recebeu uma série de ciclos de palestras, desde a avicultura, passando pela heveicultura e pecuária. "Também deu muito certo o desenho, com as empresas bem perto da pista de julgamento, já que ali é o centro de negócios".

Repercussão

As exposições agropecuárias são a melhor oportunidade para as empresas divulgarem seus produtos e serviços e, consequentemente, fechar negócios, o que muitas vezes ocorre depois do evento.

O supervisor de vendas da Valfran, empresa de equipamentos de manejo de gado de Votuporanga, Eber Voltolini, aposta na Expo Rio Preto para aprimorar o contato direto com o pecuarista. "A feira serve para as pessoas conhecerem a mercadoria, porque a negociação geralmente é feita depois.

Heitor Martinez, assistente administrativo de vendas da John Deere Itaeté Máquinas também afirma que a feira é importante para fomentar os negócios pós-evento. "Viemos com a expectativa de levantar clientes, contatos e ter uma aproximação com os produtores. A feira está bem organizada, e o público, vindo mais."

Entre as famílias que aproveitam o evento, a exposição é uma tradição que passa por gerações. É o caso de José Augusto Lopes, que estava com o neto, Enrico Alcântara, e a filha, Pâmela Alcântara, tia da criança. "Para ele é um passeio muito interessante. Ele gosta de interagir com os animais", comentou Lopes sobre o neto. Ele disse que ia à Expo com o pai e, agora, leva o neto.

A família Fernandes: Renata, Fernando e a pequena Nicole, 6 anos, aproveitou a semana para passear na Expo. Já é o segundo ano que a garotinha vai ver os animais expostos. "Eles são muito bonitos, não tenho medo", revela. Para a mãe, Renata, o evento é muito organizado.

A médica veterinária Ana Ártico, o representante comercial Marcel Ártico e o sobrinho deles, Bruno Ártico, são de Aparecida do Taboado e sempre vêm a Rio Preto no período da exposição. Além de passear, aproveitam para conhecer as novidades do setor. "Somos criadores de tabapuã. Aproveitamos para conhecer as tecnologias, encontrar amigos e ainda ver a família", disse Ana.

(Colaborou Nathane Piloto)

 

  • Área de expositores: 9h às 19h
  • Pista de julgamentos de raças: 8h às 12h
  • Duo Passarin - Contação de causos com viola: 15h às 17h
  • Personagens Sítio do Pica Pau Amarelo: 18h às 21h

Palco Caboclão

  • Teatro: A história das cores - 12h às 13h30
  • Teatro: Lambe Lambe - 15h30 às 17h
  • Teatro: Samba do Caboclo - Bozó - 18h às 19h30
  • 3 palquinhos - Shows acústicos: das 16h às 17h e das 19h às 20h

Palco Principal

  • Banda MPBrincar: 11h às 12h30
  • Brincar Cantando: 12h30 às 14h
  • Circolando - teatro infantil: 16h às 17h
  • Orquestra - Camerata Beethoven: 17h às 18h
  • Banda Kombinados: 18h às 19h
  • Coral Musical Cristina Amaral: 19h
  • Vila Criativa: artesanato, turismo regional núcleo de economia criativa: 10h às 22h
  • Praça de alimentação: 11h às 22h
  • Restaurante Caboclão: 11h às 22h
  • Restaurante Rancho: 11h às 22h

Crianças

  • Passeio de trenzinho: das 11h às 14h e das 17h às 20h
  • Acampamento Escoteiros: 9h30 às 22h
  • Parque de diversões: 10h às 22h
  • Espaço da Criança (piscina de bolinhas, touro mecânico e cama elástica): das 10h às 20h
  • Oficina de pipas e revoada: das 15h às 16h
  • Oficina Arquitetinhas da cidade: das 16h30 às 17h30

 

Os pequenos empreendedores e artesãos de Rio Preto também têm seu espaço garantido na Expo Rio Preto: a Vila Criativa. No local, estão reunidos cerca de 30 expositores de arte e cultura do Núcleo de Economia Criativa da Acirp como da Associação dos Artesãos e Artistas Plásticos de Rio Preto (Arnap).

Quem passar pelo local poderá encontrar uma diversidade de itens, desde suculentas, imagens de santos, acessórios como colares, laços, brinquedos de madeira, enfeites, alimentos etc. Também é possível participar de algumas oficinas no local.

Quem está expondo é o casal Nidia e Nelson Kodama, da Cactus e Suculentas Cultive Amor. "É a primeira vez que participamos da Expo e estamos adorando. É uma oportunidade de incentivar a produção e gerar renda", afirmou Nidia.

O casal Roseane Garcia e Julio Cesar Cavilhoni está com sua franquia do Café Caramelo, um creme que, misturado à água ou leite, se transforma em capuccino de diferentes sabores. "Esse tipo de evento ajuda a movimentar a economia, especialmente para o pequeno empresário".

A empresária Francine Segantini Ramos, do espaço colaborativo Nós, está com quatro colaborativos na feira. "É uma chance de apresentar nosso trabalho. Mesmo que seja um evento principalmente ligado ao agronegócio, as famílias vêm prestigiar e conhecem os produtos."

O casal Ellen Caroline Ruas e Luan Borges, com o filho Pedro, aproveitou para passear na Expo e comprar uns mimos na feirinha. "É um passeio acessível, de qualidade e que ajuda sair da rotina", disse ela. (LM)

O último dia da Expo Rio Preto é uma boa oportunidade para as famílias que ainda não puderam conhecer o local aproveitarem juntas, especialmente se tiverem crianças. Além dos animais - que encantam também os adultos - a programação está bastante voltada à diversão infantil.

É possível passear de trenzinho e conhecer o recinto de exposições durante o dia todo. As crianças terão ainda a oportunidade de assistir a peças de teatro, conhecer o acampamento dos escoteiros e brincar em brinquedos infláveis e no parque de diversões.

Durante a tarde, haverá duas oficinas na Expo: de pipas, com revoada, e arquitetinhas da cidade. O passeio promete encontro com personagens do Sítio do Pica Pau Amarelo e oportunidade de ouvir causos ao som da viola.

E, para quem adora música, haverá apresentações das bandas MPBrincar, Brincar Cantando e Kombinados. A orquestra Camerata Beethoven se apresenta às 17h e o encerramento do evento fica por conta do Coral Musical Cristina Amaral. (LM)