Semana deve ter temporal nos fins de tardeÍcone de fechar Fechar

Clima e Tempo

Semana deve ter temporal nos fins de tarde

Chuva no fim de semana causou estragos em cidades como Catanduva


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

A madrugada desta segunda-feira, 28, foi de chuva em Rio Preto e região. Acompanhada de raios e trovões, a precipitação causou estragos em algumas cidades. A previsão do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (Cptec) é de mais pancadas de chuvas nos próximos dias, acompanhadas de raios, trovões e vento.

De acordo com a previsão para Rio Preto, os termômetros devem ficar entre 20°C e 35°C com chuva entre o final da tarde e início da noite. "As pancadas podem ser fortes", afirmou o meteorologista, Elton Almeida. "A umidade relativa do ar não baixa tanto, mas ainda assim pode ter sensação de abafamento por conta da temperatura elevada."

Em Rio Preto, segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a região que mais recebeu chuva foi a do bairro São Francisco, com acumulado de 32,6 milímetros (mm).

A região do bairro Jardim Nazareth foi a que registrou a segunda maior quantidade de chuva - 17,8 mm. A área do Eldorado ficou em terceiro lugar com a maior precipitação - 17,2 mm - e o Jardim Maria Cândida ficou com menor quantidade, com 14,8 mm.

Com a chuva, a temperatura ficou entre 21 e 29 graus Celsius, segundo a estação meteorológica da Companhia Ambiental do Estado (Cetesb). A umidade relativa do ar chegou aos 99% durante a madrugada e ficou próxima e acima dos 60% recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) durante o dia.

As precipitações também baixaram a poluição. Segundo relatórios da estação da Cetesb no bairro Eldorado, a concentração de material particulado (MP10) chegou a registrar seis microgramas por metro cúbico de ar (µg/m3) e depois da chuva ficou abaixo dos 20 µg/m3 toleráveis pela OMS.

A concentração de material particulado fino, oriundo principalmente da queima de combustíveis, também reduziu nesta segunda-feira. Segundo dados do Sistema de Qualidade de Ar (Qualar) da companhia, a concentração ficou entre quatro e 14 µg/m3 - a OMS recomenda no máximo 10 µg/m3.

Estragos

Por volta da 1h24 desta segunda-feira, a Defesa Civil Municipal enviou alerta nos celulares cadastrados sobre chuva intensa em Rio Preto. Segundo o aviso, havia raios e vento. Às 7h24, outro aviso foi emitido para chuvas intensas em José Bonifácio e cidades vizinhas.

Houve estragos em municípios como Catanduva. Por lá, houve queda de árvores em diversos pontos e falta de energia elétrica. A Defesa Civil da cidade informou que teve quedas de árvores na avenida Miguel Calil, na Praça 9 de Julho, nas ruas Nhandeara, São José do Rio Pardo e no cruzamento da Jaboticabal com a rua Acre.

Dois outdoors também caíram na cidade, na avenida José Nelson Machado. O temporal também destelhou uma casa na rua Pereira Barreto, e um portão do Cemitério Nossa Senhora de Fátima se soltou. Vidros da Estação Cultural quebraram com a chuva de granizo.