Fábio Caldeira ensina sons, ritmos e melodia para as criançasÍcone de fechar Fechar

Diário da Gratidão

Fábio Caldeira ensina sons, ritmos e melodia para as crianças

Músico e vocalista da banda Maestrick, Fábio Caldeira ensina sons, ritmos, melodia e harmonia para as crianças da Cachinhos de Ouro


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Após quatro semanas de apresentações de literatura, dança, artes, esporte, cultura e música, em quatro escolas de educação infantil, chegou ao fim a segunda fase da campanha "Doe seu tempo e seu conhecimento", parte do projeto Diário da Gratidão.

Para fechar as atividades com chave de ouro, o músico e vocalista da banda Maestrick, Fábio Caldeira, se apresentou para a criançada da escola de educação infantil municipal Cachinhos de Ouro, na Vila Diniz, em Rio Preto, nesta sexta-feira, 4.

Antes de conhecerem a atividade, a turminha respondeu para Fábio o que era a música para eles. Entre as respostas, instrumentos musicais como bateria, violão e guitarra foram citados pelos pequenos, além do estilo rock and roll, maioria absoluta das respostas.

Terminada a roda de perguntas, Fábio explicou que a música era dividida em três partes: ritmo, melodia e harmonia. Para explicar cada parte, o músico tocou exemplos de sons rápidos e lentos, que foram acompanhados pelas palmas da garotada.

Na sequência, Fábio, de forma lúdica, ensinou os sons graves e agudos. O músico fez um som de flauta doce e pediu para os baixinhos imaginarem um passarinho voando. Depois tocou um som mais grave e pediu para eles imaginarem um elefante andando. Fábio então tocou uma canção e falou para a galerinha dizer o que estavam sentindo e que cor estavam imaginando.

"Eu estou me sentindo feliz e pensei na cor azul", disse um aluno. "Eu senti paz e pensei na cor rosa", disse outro.

Ao final da atividade, Fábio convidou todos os alunos para irem até o teclado e tocarem o que quisessem. "Gostei de ter tocado o teclado e fazer o som do rock and roll", disse Davi, 4 anos.

"O 'tio' fez a base de guitarra e eu toquei o som da bateria, que é meu instrumento favorito. Foi muito divertido", contou Caio, 5 anos.

"Eu gostei do som do tambor, porque é mais forte. Foi minha parte favorita", afirmou Gabriela, 5 anos.

Para Fábio, a música une os diferentes. "A música ajuda a gente a aceitar as diferenças. O que estamos ouvindo diz muito sobre o que estamos sentindo. Acaba que a gente vem para ensinar e termina que aprendemos muito mais", disse Fábio, que também falou sobre sua contribuição com a campanha.

"Amei ter participado. Fico imaginando se fosse constante essa aula de música para as crianças. É a algo que faz a gente olhar para a sociedade de outra forma", concluiu.

Nesta sexta, encerram-se as apresentações da campanha "Doe seu tempo e seu conhecimento". Desde o dia 9 de setembro, 20 profissionais visitaram quatro escolas da rede municipal de Rio Preto e fizeram dinâmicas com as crianças.

Também nesta sexta-feira, 4, outros quatro profissionais encerram a participação na campanha.

"Desenvolvi recreação e brincadeiras. Todos participaram e curtiram muito. Fiquei feliz e lisonjeado de ter participado da campanha", conta o professor de educação física Guilherme dos Santos, que visitou a Pinóchio.

"Esse é um tipo de trabalho que não tinha realizado e, ter a oportunidade das escolas abrirem as portas para falarmos de literatura foi simplesmente fantástico", contou o escritor João Paulo Vani, que foi à Antonio Espada Filho.

"Foi muito divertido. As crianças se identificaram com as imagens que mostramos dos jogos e ficaram felizes. Senti que eles estavam aguardando a visita. Foi uma experiência maravilhosa", disse o youtuber e colecionador de videogames Alex Mamede, que foi à escola Antonio Espada Filho.

"Foi gratificante para mim e os três atletas que participaram das atividades. Além de nos desenvolvermos na prática de ensinar crianças, a gente conseguiu espalhar nossa modalidade e recebemos muito amor e carinho de todas as crianças", afirmou o presidente do Rio Preto Weilers, Matheus Camargo, que visitou a Norberto Buzzini. (MS)