Grupo Diário da Região   | quarta-feira, 16 de outubro
IMG-LOGO
Home Casa
Casa

Aposte no minimalismo para viver bem com pouco espaço

Um ambiente clean e com apenas o necessário é fundamental para manter a organização dos ambientes

Jéssica Reis - 12/10/2019 00:00

Vivemos em uma sociedade consumista e somos bombardeados o tempo todo com propagandas e informações que incentivam ainda mais o consumo de coisas que muitas vezes nem serão usadas. Quem é que nunca encontrou uma peça de roupa com a etiqueta no guarda-roupa? E quanto mais espaço uma casa têm, mais fácil de acumular.

Viver em uma casa ou apartamento com pouco espaço, entre 40 e 60 metros quadrados requer uma mudança na forma de ver o consumo, afinal com pouco espaço não será mais possível acumular roupas e objetos. Para a arquiteta Gabriela Lemos, de Rio Preto, é possível viver muito bem com pouco espaço. "Vale lembrar que espaços maiores não significam qualidade de vida. Com a correria do dia a dia que vivemos muitas famílias estão buscando apartamentos menores e com poucos móveis e objetos. Um apartamento bem planejado e decorado é muito agradável."

A palavra-chave para viver com conforto em pouco espaço é: organização. Um ambiente clean e com apenas o necessário (o necessário mesmo, nada de excessos de roupas ou itens de cozinha, por exemplo) é fundamental para manter uma vida mais minimalista. Segundo o arquiteto Matheus Oliveira, da Bazzeti & Oliveira Arquitetos Associados, em Mirassol, a organização é imprescindível. Isso porque em um apartamento de 50 m², por exemplo, é possível ter um guarda-roupa de aproximadamente 1,5 metro de largura, e com isso não será possível ter muitas coisas. "A gente usa muito o canto alemão, que dá para aproveitar como dispensa para guardar paneleiros, por exemplo, e outros objetos que quase não são usados no dia a dia", ensina.

Oliveira ainda diz que as pessoas buscam atualmente por praticidade, não querem mais ter jardineiro, piscineiro, entre outros serviços. "Tenho vários clientes que estão saindo de casas de 300, 400 metros quadrados, indo para apartamentos de 70 e 80 m² e mudando o estilo de vida. A gente procura sempre soluções práticas, investir em armários e sempre com um toque de leveza e modernidade para chegar em casa e se sentir em um lar mesmo", explica.

Gabriela Gabriela Zuanetti, 34 anos, mora com o marido, Pedro Constantino Jr.,, 37 anos, e o filho Bernardo, de 6 anos, em um apartamento de 60m², em Rio Preto. Ela conta que no início foi um desafio, mas é tudo questão de adaptação. "Temos tudo que precisamos lá dentro, sem contar a praticidade que deve ser levada em consideração nos dias atuais, tendo em vista a correria do dia a dia. Priorizamos momentos e optamos por uma casa pequena, onde não tomaria muito do nosso tempo em afazeres domésticos", diz. Gabriela garante que é possível viver bem e com conforto em pouco espaço, desde que tudo seja muito bem planejado.

Tendência de cidade grande no interior

Os espaços pequenos começaram a chegar agora no interior, segundo o arquiteto Carlos Chiurco, da Chiurco Arquitetura e Soluções, em Rio Preto. Ele conta que já fez até um projeto de 30 m². "Esses espaços precisam ter uma dinamização no layout, para que ele não fique sobrecarregado e também que ele funcione bem com a rotina de cada morador."

O arquiteto ressalta que apartamentos ou casas pequenas não podem ser sobrecarregados com móveis, além de ser pontual no uso. O recomendado é colocar móveis na proporção ideal e respeitar os espaços de circulação. "Você tem que ter noção de que não vai acumular, vai contar com um guarda-roupa e precisa ser estratégico na marcenaria", orienta Chiurco.

Casas ou apartamentos pequenos geralmente têm espaços integrados como sala e cozinha. O arquiteto Carlos Chiurco diz que a integração é uma tendência global há alguns anos, devido ao crescimento das cidades. "A integração nos meus projetos sempre foi muito presente, mesmo em apartamentos maiores, acho importante uma cozinha conectada com a sala, porque quem está cozinhando consegue falar com as pessoas que estão na sala, por exemplo. Acho que é agradável ter essa integração."

Dicas para viver bem com pouco espaço

Móveis para apartamento pequeno que possuem várias funções são um bom começo para decoração de ambientes compactos

Armários com portas de correr ocupam menos espaços, conversar com o cliente antes de desenvolver um projeto e ver realmente tudo que ele precisa armazenar ajuda na distribuição de nichos, prateleiras e gavetas

O sofá-cama que, num piscar de olhos, transforma sala, home cinema e home office em quarto. Com esse sofá, você vai conseguir economizar espaço e deixar o escritório ou a sala preparada para receber visitas na falta de um quarto de hóspedes

O biombo é versátil. O objeto decora e ao mesmo tempo demarca o limite e confere ares de privacidade a ambientes conjugados

Se você não tem espaço para um escritório, pode usar um cantinho do quarto ou da sala

Planeje seu lar de acordo com as suas necessidades, dê preferência a ambientes clean, compre aquilo que precisa e não o que deseja

Fique atento a todas as medidas, pois um móvel pequeno pode ter pouca utilidade e um móvel grande pode virar um transtorno no lar

Fonte - Gabriela Lemos, arquiteta, em Rio Preto

Editorias:
Casa
Compartilhe:

MAIS POPULARES