Massagem tântrica ajuda no tratamento de problemas sexuais masculinosÍcone de fechar Fechar

SEXUALIDADE

Massagem tântrica ajuda no tratamento de problemas sexuais masculinos

Eficaz no tratamento de problemas de ereção e ejaculação precoce, a massagem tântrica permite ao homem desenvolver os aspectos sensoriais de sua sexualidade


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Em uma sociedade que impõe ao homem padrões comportamentais que excluem a sensibilidade e a afetividade, problemas relacionados à sexualidade, como a perda de ereção ou a ejaculação precoce, são muito comuns na maioria do público masculino. Com uma visão sexual restrita à penetração, eles não conseguem atingir a plenitude sexual nem proporcionar prazer efetivo para a sua parceira ou parceiro. O que era para ser uma forma de alívio de tensão e relaxamento acaba se configurando em cansaço e perda de vitalidade.

Técnica ligada ao Tantra, filosofia comportamental que busca o despertar e a ascensão da energia vital, a massagem tântrica pode permitir ao homem entender o ato sexual para além dos aspectos instintivos, já que colabora na redistribuição das energias sexuais do corpo, expandindo a sensibilidade e proporcionando vivências mais intensas.

Segundo a terapeuta corporal Érika Cristina, de Rio Preto, o homem tem dois tipos de ereção: a ereção por estímulo nas zonas erógenas e a ereção psicogênica, que se origina diretamente no cérebro. "A massagem tântrica proporciona estímulos que vão de encontro com os condicionamentos limitantes, alterando os padrões de sexualidade. Ou seja, o homem passa a sentir a ereção em vez de estimulá-la. Isso se dá por meio de toques que, além de criar novas referências, tonificam a musculatura do aparelho sexual, dando capacidade de sustentar mais energia - o que prolonga e intensifica a ereção", destaca.

O terapeuta sexual Cássio Neves, também de Rio Preto, explica que a forma como o sexo é desenvolvido no meio social não permite incluir o afeto, o olhar, o cheiro e o contato físico de pele sem que isso esteja relacionado à penetração. "Homens e mulheres tendem a acreditar que sexo é apenas penetração, conjunção dos genitais e ejaculação. Sem esses três fatores, simplesmente parece que o sexo não acontece", diz. "Na visão tântrica, o afeto, o cuidado, o respeito mútuo, a atenção, a dedicação, o olhar, ou seja, todos os sentidos estão integrados para fugir da influência primitiva, instintiva e animal que se apropria da energia sexual", acrescenta.

Para Neves, é possível compartilhar dessa energia com muito mais intensidade se usarmos os componentes afetivos e os sentidos para promover estados alterados de percepção e consciência, potencializando as experiências de orgasmo, de prazer e de êxtase. "No Tantra, o homem aprende a afetividade, a compartilhar, a dar e receber, evoluindo para outros limites além da compulsão obcecada e perversa da penetração."

O terapeuta corporal destaca ainda que a massagem tântrica não trabalha apenas os problemas ligados à ereção, pois consegue atuar nas raízes reais de sofrimentos associados a padrões culturais, sociais e morais. "Falta de libido e de orgasmo, ejaculação precoce ou retardada, impotência sexual, desconhecimento da sexualidade plena, estresse e depressão. Esses e outros problemas podem ser trabalhados por meio da massagem tântrica. Ela ajuda a estabelecer um aprimoramento dos sentidos, ensina a meditação [considerada pelo Tantra como a fonte do amor] e a respiração [a chave para dissolver traumas, bloqueios, angústias, mágoas, culpas etc] e auxilia na ressignificação de temas como solidão, timidez, poder pessoal, crenças limitantes e desenvolvimento da afetividade", enumera.

Padrões limitantes

De acordo com os dois terapeutas corporais ouvidos pelo Diário da Região, o homem, em geral, descobre o orgasmo por meio da masturbação. Desta forma, aprende desde cedo que o sexo é uma descarga de energia conseguida por meio da manipulação rápida de seu órgão sexual. "O homem entende que o procedimento padrão para um ato sexual é penetrar e copular rapidamente para poder obter a descarga ejaculatória do prazer", diz Neves. 

Além disso, filmes pornôs acabam sendo a fonte de conteúdo de aprendizado sexual para a maioria dos homens, evidenciando imagens e situações absurdamente impróprias para a realidade das relações sexuais. "Nesses tipos de filmes, as mulheres são ofendidas, ultrajadas, violentadas e diminuídas em todas as maneiras. Em nenhum momento o homem é orientado a tratar adequadamente o corpo feminino, de forma a levar a mulher para situações reais de prazer e orgasmo", reforça Érika.

Neves ainda explica que o objetivo do Tantra é ensinar aos homens algumas das metodologias aplicadas para mobilizar a energia sexual para cima, e não para as pernas, como é comum e habitual no sexo convencional. Elevando a energia, o homem experimenta maior vitalidade e se torna capaz de sustentar o potencial de prazer e orgasmo por mais tempo. "O trabalho de elevação energética proporciona maior criatividade e interação com outros aspectos relacionados à sexualidade tântrica, como uma forma de acessar novas condições inerentes à espécie humana, de transcendência e estados alterados de percepção e de consciência."

Ejaculação precoce

Caracterizada pela dificuldade do homem de controlar o reflexo ejaculatório, a ejaculação precoce é outro problema muito comum do público masculino que pode ser tratado por meio da massagem tântrica. "Na visão tântrica, o homem é considerado um ejaculador precoce sempre quando atinge a ejaculação ante que sua parceira ou parceiro obtenha o orgasmo e o ápice do prazer. A capacidade do homem de controlar sua ejaculação é crucial para que haja um perfeito desempenho no ato sexual, que seja capaz de proporcionar prazer a ambos. O bom amante sexual deve ser capaz de dar continuidade aos jogos sexuais mesmo que esteja envolvido por um alto grau de excitação, permitindo o mesmo para a sua parceira ou parceiro", pontua Neves.

Deste modo, a massagem tântrica promove a reeducação sensorial com base na percepção da energia sexual. "Os problemas relacionados à ejaculação precoce vão além da esfera genital. A falta de controle da ejaculação leva o homem a frustrar e a diminuir seus contatos sexuais, sentindo-se envergonhado e extremamente ansioso. Essa condição deixa o homem mais infeliz e angustiado."

Ainda segundo os terapeutas corporais, o Tantra colabora para que o homem focalize repetidamente a atenção nas sensações do orgasmo iminente, aprendendo a desviar a energia sexual para outros músculos do corpo, espalhando o reflexo orgástico para o corpo e compreendendo que o orgasmo pode ser sentido em todos os músculos e não apenas no segmento dos genitais. "Muitos homens têm dificuldade em receber a afetividade e a carícia. Existe a dificuldade em compreender que o efeito produzido pelo contato suave produz determinados resultados na mente e no cérebro que resultam na supremacia do orgasmo e do prazer", enfatiza Neves.

  • Aprender a se relacionar com maior abertura e confiança, ser mais alegre e mais expansivo
  • Conhecer e compartilhar do universo feminino, interagindo com a criatividade e o amor de forma livre, responsável e aberta
  • Conhecer os aspectos sensoriais do seu corpo e do corpo feminino, aprendendo a obter os melhores resultados que mobilizem o prazer e o orgasmo, com ressonância em si mesmo
  • Melhorar a sua performance e desenvolver novas habilidades no trato com a sexualidade
  • Curar a ejaculação precoce ou dificuldades com a ereção
  • Conhecer métodos alternativos para a impotência
  • Descobrir novas perspectivas de orgasmos
  • A experiência tântrica é repercussiva e amplia a satisfação e o prazer para outras áreas da sua vida
  • Obter maior consciência corporal
  • Conhecer aspectos da anatomia: a sua e a da parceira ou parceiro
  • Despertar regiões sensoriais adormecidas
  • Conectar a voz, a expressão, a comunicação e a respiração consciente às sensações que experimenta
  • Reconhecer e controlar os estados de excitação a fim de se ajustar às experiências e ao ritmo da parceira ou parceiro
  • Mobilizar a energia em espiral ascendente, preparando o volume e a intensidade orgástica
  • Sensibilizar diversos grupamentos musculares em concomitância, amplificando a rede de músculos relacionadas com o orgasmo
  • Potencializar o condicionamento dos músculos ejaculadores, preparando-os para maior volume de orgasmos e orgasmos múltiplos
  • Reconhecer os diversos pontos de prazer através dos sentidos
  • Movimentar e mobilizar a energia (Sahaja) de forma intencional e consciente
  • Aumentar a intimidade, a entrega e a confiança, resgatando a relação

 

Como se trata de uma terapia baseada no toque, muitos podem confundir a massagem tântrica com mera masturbação ou, pior, uma experiência sexual diferente. "Na verdade, não estimulamos os homens a praticarem a masturbação porque ela é um dos condicionamentos que mais refletem sobre o mecanismo da ejaculação precoce, já que 'vicia' o toque dos genitais na rapidez dos estímulos, criando reflexos involuntários difíceis de controlar", diz Cássio Neves.

Érika Cristina destaca que não é recomendado que tanto o homem quanto a mulher sustentem uma atitude sexual na relação com o terapeuta corporal. "Pessoas que desejam alimentar seus aspectos patológicos e perversos devem procurar profissionais do sexo. Nosso trabalho não está relacionado a esse tipo de atendimento."

No caso do homem, Neves destaca que ele precisa aprender a também ser passivo, recebendo os estímulos sensoriais relacionados ao toque a fim de reorganizar suas informações nos centros de decodificação sensorial, localizados no cérebro e ao longo da coluna. "Somente assim ele se tornará capaz de valorizar o toque da mesma forma que a mulher o valoriza."

Não existe a fusão homem e mulher como no sexo comum, pois não há sexo inserido no contexto nem mesmo a exposição dos corpos. "É preciso conhecer os princípios masculinos e femininos que modelam grande parte do comportamento no dia a dia. Quando a pessoa reprime suas questões sexuais, o resultado é uma afetação enorme no seu comportamento, na sua vitalidade e nas suas emoções."