Evento internacional convida mulheres para se conectar com o femininoÍcone de fechar Fechar

COMPORTAMENTO

Evento internacional convida mulheres para se conectar com o feminino

Encontro Internacional de Mulheres, em Rio Preto, convida as rio-pretenses a conectar-se com a energia feminina e suas ancestrais por meio de atividades de cura e amor


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

As mulheres, durante as últimas décadas, adotaram um postura masculina e confrontadora para conquistar o seu espaço e a igualdade em relação aos homens. Neste processo, muitas delas acabaram se desconectando até do próprio corpo. Vários grupos de mulheres, no entanto, querem mudar este cenário e estão criando redes de apoio para se construir uma nova consciência do feminino e as incentivando a acessá-la, conectando-as com a sua essência.

A psicóloga e professora Karina Rodrigues é uma destas mulheres que promove há alguns anos ações em Rio Preto, no Instituto Ânima, sobre o universo feminino. No início, as reuniões aconteciam em uma pequena sala. Com o tempo, as reuniões tomaram força e uniram ainda mais mulheres para falar sobre amor e cura. Tanto que nesta sexta-feira, 20, e sábado, será realizado o "III Encontro Internacional de Mulheres: Sagrado Feminino".

O evento, mais um vez, defende que a mulher precisa se reconectar com a essência do que é feminino. Para despertar as características essenciais da mulher, a programação conta com atividades como oficinas de aromaterapia, uso das ervas, roda de alimentos e constelação. A ideia é reunir as mulheres em busca de cura e autoconhecimento, por meio do religamento com a ancestralidade.

Para Karina, graças às lutas contemporâneas e mudanças sociais, a mulher está tendo maior reconhecimento e autonomia, em casa e no mercado de trabalho, e está resgatando a sua feminilidade. O aumento de público desde o primeiro Encontro Internacional de Mulheres comprova a mudança de comportamento. O primeiro contabilizou 120 participantes. Já o segundo calculou um fluxo de 180 pessoas. A expectativa é reunir entre 150 e 200 mulheres na terceira edição, que inclui moradoras da Argentina e Portugal.

Uma das novidades desta edição é que todas as participantes, que quiserem, irão participar de uma constelação, que é uma prática terapêutica usada para tratar questões físicas e mentais. "A constelação é um dos momentos mais emocionantes e fortes da programação. É quase impossível não deixar as lágrimas dos olhos caírem. No final, as participantes se sentem acolhidas e livres de questões negativas do passado. A prática promove cura em diversos níveis na vida da mulher. É um momento lindo", afirma Karina.

Despertar da energia que limpa padrões comportamentais que impedem as pessoas de seguirem a vida com tranquilidade é um dos objetivos das atividades. O evento também quer honrar a energia feminina e promover a irmandade entre as mulheres. "A mulher, infelizmente, está doente, cada vez mais temos diagnósticos de endometriose, dificuldade para engravidar, câncer de mama, tireoide e de mioma. Além disso, a mulher se tornou inimiga da outra. Há concorrência por homem, emprego e beleza. No evento, propomos uma irmandade. Ali estamos juntas, unidas no mesmo propósito."

O terapeuta Pércio Gandarv é um dos destaques da programação. O especialista vai comandar, em parceria com Lourdes Pedretti, a oficina Meditação Tântrica e também fará atendimentos individuais de massagem tântrica. "Hoje, muitas mulheres não querem casar e ter filhos, mas pelo motivo errado. Elas não querem porque a mãe foi infeliz no casamento ou a avó sofreu muito, e elas estão enxergando o masculino de forma totalmente equivocada."

Karina Rodrigues conta que até uma fogueira será acesa na área externa do Instituto Ânima. Mulheres de todas as idades, profissões, credos e grupos sociais podem participar do evento, em que podem dividir suas vivências e experiências com outras mulheres. A ideia é que a mulher dance, cante, participe das atividades, compartilhe as suas histórias, se identifique com as outras participantes e aumente sua autoestima. As mulheres também irão aprender a lidar com a sexualidade e sensualidade a partir do estudo dos arquétipos das deusas.

Interessadas em participar devem ir até o Instituto Ânima, usar roupa confortável, levar uma garrafa de água e um travesseiro ou almofada. "Quem quiser pode levar um bolo, frutas, suco ou salgado para compartilhar. As mulheres irão consumir, por exemplo, uma limonada de lavanda, que é tema de uma oficina comandada por Karla Martinelli. O pé de amora do quintal do Ânima está lotado de fruta. Elas poderão comer direto do pé." A organização vai ainda arrecadar produtos de limpeza para doação.

Serviço

  • "III Encontro Internacional de Mulheres: Sagrado Feminino". Nesta sexta-feira, 20, das 19h30 às 21h, e sábado, 21, das 13h30 às 19h, no Instituto Ânima (rua Propércio Ferrarezi, 1087, no Higienópolis). A entrada é gratuita. Informações: (17) 98133-9119

     

  • Limonada de lavanda (Karla Martinelli)
  • Aromaterapia no sagrado feminino (Sílvia de Lima)
  • Feminino e masculino na medicina chinesa - liberação das energias (Robson de Moraes)
  • Uso das ervas no sagrado feminino (Victor Augusto)
  • Roda de alimentos em honra às ancestrais (trazer um utensílio de cozinha, de preferência algo de uma ancestral)
  • Constelação: Athena e a profissão (Letícia Segatto)
  • Constelação das ancestrais (Karina Rodrigues)
  • O despertar da Afrodite (Victor Augusto e Patrícia)
  • Meditação tântrica (Lourdes Pedretti e Pércio Gandarv)
  • Meditação da bênção do útero (Lourdes Pedretti)
  • Meditação final de Kali na fogueira (Lourdes Pedretti)
  • Atendimentos individuais de reiki, reflexologia e auriculoterapia
  • Curso de Yonni Eggs (Lourdes Pedretti)
  • Atendimentos individuais de massagem tântrica (Pércio Gandarv)
  • Atendimento individual em reflexologia e shiatsu (Robson de Moraes)
  • Constelação familiar em grupo (Karina Rodrigues)