Fiel a você mesmoÍcone de fechar Fechar

Saúde emocional

Fiel a você mesmo

Todo mundo possui um conjunto de valores para pautar suas decisões


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Você sabe dizer o que é realmente importante na sua vida e quais são os valores de que não abre mão, independentemente dos acontecimentos? Cada pessoa tem os seus próprios valores, ou seja, um conjunto de regras que considera importantes. "Eles podem variar de pessoa para pessoa, entretanto, existem aqueles que devem estar sempre presentes na mentalidade de todos, que são os chamados valores humanos", explica o coaching José Roberto Martins.

Saber quais são seus valores pessoais pode te ajudar a guiar a sua vida, suas atitudes, te fazer entender por que seguir um caminho e não outro. "Você pode até não saber exatamente quais são os seus ou nunca ter parado para pensar nesse assunto, mas todo ser humano possui um conjunto de valores", explica a coaching Isis Moreira. Esses valores influenciam diretamente no seu modo de agir e de se relacionar com as pessoas. "Os valores pessoais refletem os desejos, as necessidades e as coisas mais importantes na vida de cada um. Eles podem ser vistos como diretrizes para a tomada de decisões", diz ainda. E mais: são eles que o ajudarão a se manter fiel a si mesmo conforme segue pela vida.

 

  • Amizade: Amigos são uma parte da existência humana. Através dessa relação poderosa é possível aprender coisas novas, se conhecer melhor e descobrir o poder da colaboração;
  • Compaixão: Essencial para a sobrevivência humana, através dele as pessoas se sensibilizam pelas dores umas das outras, se unem e se ajudam mutuamente;
  • Coragem: o medo é um estado emocional fundamental para a sobrevivência humana. Entretanto, é preciso ter coragem para enfrentar tantas outras situações indispensáveis para o desenvolvimento;
  • Cortesia: Neste valor estão incluídos todos os gestos e palavras que expressam gentileza e educação. São pequenas atitudes que servem para aproximar as pessoas e tornar as relações mais positivas;
  • Flexibilidade: O mundo está em constante mudança e ser flexível se torna uma condição essencial. Se adaptar não é sinal de falta de personalidade, mas sim de inteligência e pensamento estratégico;
  • Generosidade: Ser generoso é ajudar o outro sem esperar nada em troca, apenas pelo prazer de contribuir e, de alguma maneira, fazer o bem para alguém;
  • Honestidade: Um valor que deve ser igualmente praticado por todos. Envolve, principalmente, agir de forma honrada, de acordo com princípios morais;
  • Humildade: Ser humilde nada tem a ver com se colocar como inferior, e, sim, ter a consciência de quem é e, assim, não precisar da validação de terceiros. Isso permite que se reconheça erros e veja as outras pessoas como semelhantes;
  • Justiça: Cada pessoa deve ser um representante da justiça, não com a intenção de resolver questões com as próprias mãos, mas de identificar situações injustas e tomar as medidas cabíveis de acordo com a lei e a situação;
  • Lealdade: Ser leal envolve, principalmente, agir de acordo com o que acredita, honrando os seus sentimentos e aqueles que confiam em você;
  • Liberdade: As pessoas são livres para fazer as suas escolhas e, embora isso pareça claro para muitos, outros ainda demonstram estar presos a pressões sociais e àquelas criadas por eles mesmos;
  • Otimismo: O otimista não é aquele que tem uma visão utópica em relação à vida, mas o que consegue enxergar o lado positivo de cada situação e manter o foco nas soluções em vez de enxergar apenas problemas;
  • Responsabilidade: Isso inclui cumprir com as próprias obrigações e que envolve, também, se responsabilizar pelos próprios sentimentos e emoções em vez de terceirizar a culpa pelo que se passa em seu interior;
  • Solidariedade: O valor se torna real através da união de várias pessoas em prol de uma mesma causa, sempre com o objetivo de fazer o bem;
  • Tolerância: Essencial para que as pessoas tão diferentes possam conviver em harmonia. Envolve respeitar o direito do outro de ser quem é.

Fonte: José Roberto Martins, coaching