Impeachment começa a moldar eleição nos EUAÍcone de fechar Fechar

CASO TRUMP

Impeachment começa a moldar eleição nos EUA


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Se a decisão sobre o impeachment fosse hoje, o presidente dos EUA, Donald Trump continuaria na Casa Branca. Com a maioria republicana no Senado, Trump está blindado até o fim do mandato. Mas as investigações que atingem o presidente começam a mudar os rumos da campanha eleitoral de 2020.

Do lado republicano, Trump tenta usar o caso para mobilizar sua base de apoio. Já entre os democratas, as investigações tendem a tornar o disperso cenário de pré-candidatos mais claro. Até agora, a beneficiada é a senadora Elizabeth Warren.

Pesquisas anteriores à abertura do processo de impeachment já apontavam para a consolidação de Warren entre os três candidatos com maior potencial para disputar contra Trump, ao lado de Joe Biden e de Bernie Sanders. Warren demonstra crescimento consistente e ao menos duas pesquisas recentes apontaram a democrata na liderança.

Na sexta-feira, em entrevista à CNN, Warren defendeu que os democratas mantenham o foco em uma investigação específica sobre a tentativa de pressão de Trump para que a Ucrânia investigasse Biden. Há outra ala do Partido Democrata que tenta aprovar uma investigação mais ampla. "O presidente está pedindo ajuda contra um rival político e pedindo a um governo estrangeiro algo que tem valor para ele pessoalmente. Isso é contra a lei", disse Warren.