Diário da Região

08/09/2019 - 00h30min

AMPARO

Prefeitura investe na modernização do Banco Municipal de Alimentos

Foram entregues dois caminhões refrigerados e ainda serão adquiridas três novas câmaras frias e duas geladeiras comerciais

Fotos: Marcos Morelli/Divulgação  Caminhão refrigerado da marca Ford Cargo 816 entregue pela prefeitura. Agora o Banco Municipal de Alimentos conta com duas unidades
Caminhão refrigerado da marca Ford Cargo 816 entregue pela prefeitura. Agora o Banco Municipal de Alimentos conta com duas unidades

A Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, realizou na última quarta-feira, dia 4 de setembro, a entrega de veículos, equipamentos e apresentou a modernização com melhorias estruturais do Banco Municipal de Alimentos. O investimento ultrapassa R$ 1 milhão, entre recursos próprios e federais via Ministério da Cidadania.

A cerimônia foi realizada na sede do Banco Municipal de Alimentos e contou com a presença de autoridades municipais, representantes de empresas doadoras, produtores rurais, entidades e famílias beneficiadas pelo serviço.

O Banco de Alimentos integra toda uma rede, dos serviços municipais aos produtores rurais, redes de supermercados e entidades e associações de bairros.

Foram comprados dois caminhões refrigerados da marca Ford Cargo 816, no valor de R$ 460 mil. A prefeitura também já deixou pronta a ordem de serviço para aquisição de três câmaras frias (R$ 65.270,00) e duas geladeiras comerciais (R$ 8.980,00). Uma importância de R$ 15 mil está sendo aplicada na aquisição de utensílios específicos para as atividades do Banco.

O orçamento anual do Banco em 2017 era de R$ 40 mil e a expectativa até 2021 é que chegue a R$ 1,5 milhão, com capacidade de investimento para melhor atender a população.

Para além dessas aquisições, os recursos próprios investidos desde 2017 foram de R$ 481.701,00. Quantia essa utilizada para a ligação da sede à rede da EMPRO, para reparos e readequação da estrutura de gás, adequação do edifício à vistoria do corpo de bombeiros, pintura do prédio e revitalização da fachada, além da aquisição de liquidificadores, armários, freezers, geladeiras, utensílios para processamento e manuseio de alimentos, caixas para armazenamento de alimentos, aquisição de ares condicionados e balanças.

Apenas no primeiro semestre deste ano, o Banco Municipal de Alimentos distribuiu 339 toneladas de alimentos a 95 entidades e cerca de 2.500 famílias, que são atendidas semanalmente.

SERVIÇO:

  • Banco Municipal de Alimentos
  • Av. Feliciano Sales Cunha, 1801
  • Distrito Industrial
  • E-mail: bmalimentos@riopreto.sp.gov.br
  • Telefone: (17) 3231-2927

De onde vêm os alimentos

Os produtos que abastecem o Banco Municipal de Alimentos vêm de três frentes: doações de empresas parceiras e da sociedade civil em geral; Programas de Aquisição de Alimentos (PAAs); e produção própria da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Os alimentos doados vêm, sobretudo, da coleta urbana regular por meio de parcerias com empresas supermercadistas, pequenos comerciantes, excedente de produção do pequeno produtor e de campanhas de arrecadação realizadas em eventos.

Já os Programas de Aquisição de Alimentos (PAAs) são convênios que permitem a compra diretamente dos pequenos produtores rurais, incentivando a Agricultura Familiar – só em 2018, 220 produtores forneceram mais de 302 toneladas de alimentos ao Banco, garantindo alimentos frescos e em variedade nas cestas de frutas, verduras e legumes. A terceira via de abastecimento é a produção própria na Horta de Schmitt e o Centro de Produção e Transferência de Tecnologia Agrícola – CPTTA.

O Banco Municipal de Alimentos também recebe, mensalmente, uma tonelada de gêneros alimentícios produzidos pela Cooperiopreto (cooperativa de pequenos produtores) como contrapartida por área cedida via contrato de concessão. As cestas de hortifrútis ainda são incrementadas com os chamados gêneros secos, como arroz, feijão, macarrão e outros alimentos processados, doados por supermercadistas, cerealistas e/ou arrecadados em eventos e campanhas solidárias.

Saiba mais

Combater o desperdício de alimentos e garantir a segurança alimentar e nutricional da população mais vulnerável em São José do Rio Preto. Essa é a missão do Banco Municipal de Alimentos, hoje, um dos principais pilares do Programa Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, o Alimenta Rio Preto.

Gerido pelo Fundo Social de Solidariedade, de 2004 a 2016, hoje é administrado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento, e tem a responsabilidade de captar e distribuir gêneros alimentícios às populações em insegurança alimentar e nutricional, além de diminuir o desperdício de alimentos que, embora sem valor comercial, são adequados ao consumo humano.

Em 2018, o Banco distribuiu cerca de 663 toneladas de alimentos, realizando mais de 40 mil atendimentos mensais, por meio da entrega semanal de cestas alimentares às famílias e às entidades assistenciais cadastradas junto à rede municipal de Assistência Social

 

Triagem e distribuição

Todos os alimentos procedentes da coleta urbana passam por triagem e são devidamente higienizados, chegando à mesa das pessoas com qualidade para serem consumidos. Quando não atendem esse parâmetro, podem ser processados na forma de polpa, molhos, doces, geleias, evitando desperdício. Uma equipe de 30 profissionais, aproximadamente, e uma frota composta por 3 peruas, 2 caminhões com baús refrigerados, 2 caminhões e 1 carro operam a logística de distribuição às famílias e entidades assistidas pelo Banco. Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social, cerca de 10 mil famílias em situação de extrema pobreza necessitariam serem assistidas, hoje, pelo Banco. Por isso, o município vem trabalhando com empenho para dar conta dessa demanda.

Para ser assistido pelo Banco Municipal de Alimentos

Instituições assistenciais interessadas no serviço do Banco Municipal de Alimentos podem entrar em contato pelo e-mail bmalimentos@riopreto.sp.gov.br, pelo telefone 3231-2927 ou presencialmente à av. Feliciano Sales Cunha, 1801. Equipes técnicas do Banco e do Fundo Social de Solidariedade analisarão a viabilidade de atendimento conforme a disponibilidade de alimentos.

Já as famílias em situação de vulnerabilidade social devem procurar alguma das 13 unidades dos CRASs – Centros de Referência de Assistência Social. Para verificar a mais próxima, basta consultar no site www.riopreto.sp.gov.br/social ou ligar no telefone 3211-6510. Em ambos os casos, um processo de triagem socioeconômica avaliará o cumprimento de pré-requisitos para inclusão na lista de beneficiários do Banco.

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.