Aos 88 anos, morre em Rio Preto 'seu Bezerra'Ícone de fechar Fechar

LUTO NO ESPORTE

Aos 88 anos, morre em Rio Preto 'seu Bezerra'

Apaixonado por corridas de rua, ele teve complicações durante um tratamento contra um câncer de próstata


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O esporte rio-pretense perdeu na manhã desta quinta-feira, 26, uma folclórica figura. Apaixonado por corridas de rua, João de Moura Bezerra faleceu aos 88 anos, vítima de complicações por conta de um tratamento de câncer de próstata. “Ele estava acamado há uns dez dias, mas em casa, levei ele ao médico ontem (quarta), estava pouco fraco, mas apenas iria fazer uma alimentação mais controlada”, conta a filha mais nova, Fernanda Dias Bezerra, 52 anos, com quem ele morava deste abril.

O velório está marcado para começar às 22 horas desta quinta-feira e o sepultamento será nesta sexta-feira, 27, às 11 horas, no cemitério Jardim da Paz. Casado com Julieta Dias Bezerra, 86 anos, era pai ainda de João Aparecido, 62, Roberto Aparecido, 60, e Letícia, 53 anos, e os netos João Augusto, Thais, Larissa, André e Thalles. “A marca dele era superação em todos os momentos, foi exemplo disso. Quero levar isso dele comigo, não os últimos momentos que foram bem triste”, emendou Fernanda.

Há quatro anos Bezerra já não corria mais por contas do desgaste provocado na cartilagem dos joelhos. Havia substituído a corrida de rua pela bicicleta, porém, devido a doença também parou de pedalar. Figurinha carimbada em Rio Preto e região correu ao longo de três décadas, participou de aproximadamente 700 provas. “Foram 333 troféus e 336 medalhas. Corri de 1980 a 2012”, contou Bezerra em sua última entrevista ao Diário da Região, publicada em 30 de dezembro de 2016.

“Eu era ferroviário, fiquei 30 anos na estrada. Resolvi que ia me aposentar (aos 50 anos) e fazer o que gostava. Comecei e a minha primeira maratona foi em Blumenau, Santa Catarina. Fiz os 42 quilômetros em três horas e 12 minutos, nenhum veterano tem esse tempo”, recordou na época.