Leão com baixas contra a 'Ferrinha'Ícone de fechar Fechar

COPA PAULISTA

Leão com baixas contra a 'Ferrinha'

Lateral Cleiton e atacante Bruno Mota estão lesionados e não jogam em Araraquara


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Depois do empate sem gols contra o São Caetano, o Mirassol junta os cacos para encarar a Ferroviária, nesta quarta-feira, 2, às 19 horas, na segunda rodada da terceira fase da Copa Paulista. O técnico Ricardo Catalá terá problemas para escalar seu time. Além do lateral-direito Cleiton Garcia, que sentiu lesão muscular na coxa direita e já não atuou frente o São Caetano, o atacante Bruno Mota saiu da partida nos acréscimos do primeiro tempo depois de levar uma pancada nas costas, na região dos rins.

No duelo de domingo, o Leão acertou três bolas na trave do goleiro Tom e ainda atuou com um homem a mais em campo na metade final do segundo tempo, após a expulsão de Esley, que atingiu o rosto de Juninho com o cotovelo. "Tem dias que a bola não entra. É manter nosso foco e continuar na mesma pegada, tem coisas para melhorar, as duas chances que a gente deu pra eles, não pode dar essa bobeira, mas é manter o mesmo trabalho e seriedade. Da mesma maneira que vieram aqui e fizeram um bom jogo, a gente pode fazer lá em Araraquara também", disse o volante Maicon.

O empate faz o Leão da Araraquarense aumentar para 11 a série de jogos sem derrotas - quatro empates e sete vitórias. "Apesar da frustração do resultado, não ter os três pontos, a gente sai contente pois é um grupo difícil, contra um time que vem bem e conseguimos jogar bem. Teve dias que a bola bateu na trave e entrou, futebol é assim mesmo", emendou Maicon, já pensando no duelo desta quarta. "A gente tem de respeitar, foi o melhor time na primeira fase, mas a gente viu pelos dois jogos que fizemos que temos condições de ir lá e fazer um bom jogo."

A última derrota do Mirassol na Copinha foi justamente para Ferroviária, 1 a 0, em 29 de julho, em Araraquara. O time também perdeu para o rival na rodada de abertura da Copinha, no Maião, por 2 a 1. "Nós infelizmente saímos com o sabor amargo, poderia sair com a vitória, teve três bolas na trave, boas oportunidades, mas não temos muito tempo para lamentar, é focar em fazer boa partida, que é o caminho para vencer a Ferroviária", disse Catalá.

 

MIRASSOL - 0

João Paulo; Weriton, Reniê, Victor e Reverson; Maicon, Juninho e Neto Moura (Rafael Silva); Claudinho (Paulinho), Gabriel Taliari e Bruno Mota (Gabriel Leite). Técnico: Ricardo Catalá.

SÃO CAETANO - 0

Tom; Anderson Luís (Lucas Mendes), Júnior Alves, Max e Bruno Recife; Esley, Jean Dias, Mazinho e Emerson Santos; Gleyson (Sandoval) e Anderson Rosa (Clayton). Técnico: Marcelo Vilar.

Árbitro: José de Araújo Ribeiro Júnior. Expulsão: Esley. Renda: R$ 6.320,00. Público: 594 presentes, 1.173 trocados. Local: estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol, na manhã de domingo, 29.