Diário da Região

10/09/2019 - 00h30min

Agricultura

China habilita 25 frigoríficos do País

Dessa forma, 89 plantas industriais podem vender carne para o país asiático

Divugação/Sistem CNA/Wenderson Araujo A China tem forte demanda por proteína animal em decorrência da peste suína africana
A China tem forte demanda por proteína animal em decorrência da peste suína africana

A China habilitou 25 novos frigoríficos brasileiros para exportação - 17 de bovinos, seis de frango, uma de suínos e uma de asininos (asno). Com isso, o Brasil, que antes tinha 64 plantas habilitadas a exportar para o gigante asiático, passa a ter 89.

O Ministério da Agricultura brasileiro recebeu nesta segunda-feira, 9, a comunicação oficial da Administração Geral da Aduana da China (GACC) sobre as habilitações. De acordo com a pasta, as plantas já estão autorizadas a embarcar.

As habilitações eram aguardadas pelo mercado brasileiro, já que nos últimos meses a China vinha fazendo inspeções em unidades do País, chegando até a adotar a videoconferência, método que ainda não havia sido utilizado.

O gigante asiático tem forte demanda por proteína animal em decorrência da peste suína africana, que vem devastando plantéis locais e causando falta de oferta.

BRF, Minerva e Marfrig têm, cada uma, duas unidades autorizadas. A JBS, que também é negociada na B3, a Bolsa de São Paulo, não teve novas plantas aprovadas.

Em comunicado ao mercado, a Minerva empresa informou que foram habilitadas as unidades de Rolim de Moura (RO) e Palmeiras de Goiás (GO), duas das maiores capacidades de abate de carne bovina da companhia, com um total de 3.500 cabeças/dia.

Somada à unidade de Barretos (SP), que já exporta para o mercado chinês, a divisão Brasil da empresa passa a atender a China por meio de três plantas, atingindo uma capacidade de aproximadamente 4.340 cabeças/dia. O montante representa 45% da capacidade total de abate da divisão Brasil.

Segundo a empresa, sua subsidiária Athena Foods já possui quatro plantas de abate habilitadas para o mercado chinês: três no Uruguai e a unidade de Rosário na Argentina, totalizando 5.600 cabeças/dia. Com isso, a capacidade consolidada apta da Minerva para atender à crescente demanda do mercado chinês atualmente soma sete plantas e 9.940 cabeças/dia.

As unidades habilitadas da Marfrig ficam em Mato Grosso, nos municípios de Tangará da Serra e Várzea Grande. Com isso, a companhia passa a ter cinco unidades no Brasil, quatro no Uruguai e duas na Argentina habilitadas a embarcar para a China.

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Diário da Região

Esperamos que você tenha aproveitado as matérias gratuitas!
Você atingiu o limite de reportagens neste mês.

Continue muito bem informado, seja nosso assinante e tenha acesso ilimitado a todo conteúdo produzido pelo Diário da Região

Assinatura Digital por apenas R$ 1,00*

Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90
Diário da Região
Continue lendo nosso conteúdo gratuitamente Preencha os campos abaixo para
ganhar + 3 matérias!
Tenha acesso ilimitado para todos os produtos do Diário da Região
Diário da Região Digital
por apenas R$ 1,00*
*Nos três primeiros meses. Após o período R$ 16,90

Já é Assinante?

LOGAR
Faça Seu Login
Informe o e-mail e senha para acessar o Diário da Região.
Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para acessar o Diário da Região.