Família rio-pretense divulga vídeo pedindo ajudaÍcone de fechar Fechar

ADOÇÃO DE VALENTINA

Família rio-pretense divulga vídeo pedindo ajuda

Casal disputa na Justiça a adoção da pequena Valentina, que nasceu no Maranhão


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

O casal rio-pretense que disputa na Justiça do Maranhão a adoção da menina Valentina, que completa 1 ano na próxima semana, divulgou nesta sexta-feira, 20, nas redes sociais, um vídeo com a hashtag #TodosPelaValentina, pedindo que as pessoas compartilhem para ajudar na causa.

Como o Diário mostrou, o casal rio-pretense estava há quatro anos na fila de adoção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) quando ficou sabendo que uma menina havia sido encontrada em uma lixeira na cidade de Itinga, no Maranhão. A família pediu na Justiça a guarda da criança, porém a família acolhedora maranhense também ingressou com o pedido de adoção. Valentina estava em Rio Preto desde julho, mas uma decisão judicial determinou que ela deveria retornar ao Maranhão. Para o casal de Rio Preto, a fila do Cadastro Nacional de Adoção não foi respeitada, o que fere a lei.

"Família acolhedora não pode adotar e família adotante não pode ser acolhedora para que essa fila não seja burlada. É nossa filha, nós amamos, respeitamos e queremos ela de volta", afirma a mãe, Evandria Oliveira. "Quantas pessoas que estão esse vídeo agora estão há anos na fila como nós estamos? E nossos filhos não chegam porque tem a adoção à brasileira, sempre tem o jeitinho brasileiro de burlar a adoção."

A menina retornou ao Maranhão nesta semana. O casal faz parte do Grupo Rio-pretense de Apoio à adoção. "O período que ela viveu com a gente nossa família recebeu ela muito bem. Ela já é amada, desejada por todos os nossos familiares", afirma o pai.