Animais do Zoológico de Catanduva ganham picolé para driblar o calorÍcone de fechar Fechar

ALTAS TEMPERATURAS

Animais do Zoológico de Catanduva ganham picolé para driblar o calor

O alimento é feito com suco e pedaços de frutas que geralmente são servidos aos animais


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Com os termômetros marcando mais de 30 graus Celsius, quem também sofre com esse calor são os animais. Profissionais do Zoológico Municipal Missina Palmeira Zancaner, de Catanduva, pensaram em algo para refrescar e amenizar o calor: todos os animais têm direito a picolé e banho de mangueira.

A veterinária Fernanda Cassioli de Moraes explica que o calor pode esconder perigos para os animais, inclusive os silvestres que fazem parte do Zoológico Municipal. Segundo ela, a alta temperatura, associada a uma ampla variação na umidade do ar, pode predispor uma série de problemas de saúde, como a hipertermia ou insolação. "Para evitá-la, os animais são submetidos a banhos de mangueira e algumas espécies, que gostam de nadar, podem se refrescar nos tanques distribuídos nos recintos."

Ela afirma que o picolé é feito com suco e pedaços de frutas congelados. "Aos felinos, é fornecido o ‘picolé’ de carne congelada. Importante destacar que esses ‘sorvetes’ contêm alimentos que normalmente fazem parte da dieta deles, e que essa atividade não é feita diariamente, senão deixa de ser novidade", orienta.

Também nas altas temperaturas, a atenção é voltada para os parasitas externos como pulgas e carrapatos encontram condições ideais para a reprodução e dessa forma, os animais ficam mais expostos e propensos a infestação.