Após promessa, Dnit não tem previsão para verba na BRÍcone de fechar Fechar

Duplicação da rodovia

Após promessa, Dnit não tem previsão para verba na BR


    • São José do Rio Preto
    • máx 32 min 18

Duas semanas depois de o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, anunciar, em reunião em Brasília, com o prefeito Edinho Araújo (MDB), a garantia de "continuidade da duplicação dos 18 quilômetros da travessia urbana da BR-153" em Rio Preto, o Dnit, órgão responsável pela obra, ainda não tem definição de quanto recurso será liberado pelo governo federal.

Conforme o Diário revelou do último dia 3, a duplicação da BR-153 entrou na lista de obras com "tendência em paralisar em 2019". O recurso previsto para a obra era de R$ 26 milhões até setembro. Segundo o Diário apurou, atualmente o valor disponível é de cerca de R$ 13 milhões.

Segundo a assessoria do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), que é vinculado ao ministério, está sendo feita análise no orçamento. O departamento informou ter mais de 1,5 mil contratos em andamento que estão sob análise.

"O Dnit executa ações em todo o território nacional visando à melhoria da infraestrutura de transporte nos modos rodoviário, ferroviário e aquaviário. Para implementação destas ações, possui 1.598 contratos ativos. O andamento das obras executadas pelo Dnit e sua conclusão estão vinculados à disponibilidade de recursos orçamentários", afirmou a assessoria do órgão, sem confirmar valores para serem empenhados que garantam a continuidade das obras.

Na última semana, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que ministros estão "apavorados" com corte de gastos. "O Brasil todo está sem dinheiro. Os ministros estão apavorados. Não tem dinheiro. Eu já sabia disso. Estamos fazendo milagre, conversando com a equipe econômica", afirmou o presidente no dia 16.